Governo do ES lança Manual de Uso do Lodo do Esgoto na agricultura
CI
Agronegócio

Governo do ES lança Manual de Uso do Lodo do Esgoto na agricultura

Lançamento foi realizado durante a abertura do II Congresso Brasileiro de Resíduos Orgânicos
Por:
O governador do Espírito Santo, Renato Casagrande, lançou nesta quarta-feira (07/12) o primeiro Manual de Uso Agrícola e Disposição do Logo de Esgoto para o Estado, elaborado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) e pela Companhia Espírito Santense de Saneamento (Cesan). O lançamento foi realizado durante a abertura do II Congresso Brasileiro de Resíduos Orgânicos no Hotel Golden Tulip em Vitória.


O uso do lodo na agricultura é resultado de um convênio de cooperação técnico-financeira entre a Cesan e Incaper com o objetivo de combinar desenvolvimento à destinação correta aos recursos naturais. “Temos que tratar o esgoto, principal poluidor do manancial, e ajudar a despoluir rios e mares, transformando um problema em uma solução ambiental”, afirma o diretor-presidente da Cesan, Neivaldo Bragato.

O governador Renato Casagrande acredita na parceria entre o Incaper e a Cesan. “A gestão dos resíduos com tecnologia é um dos desafios das administrações atuais, e esta parceria mostrou que iniciativas simples podem gerar importantes resultados, como no caso deste trabalho, envolvendo o Lodo de Esgoto”, frisou.

Bragato enfatiza que entre as opções existentes para a disposição final do lodo de esgoto ou biossólido, sua utilização para fins agrícola e florestal se mostra uma das mais corretas, pois como o lodo é rico em matéria orgânica e em nutrientes para as plantas, é recomendada sua aplicação como condicionador de solo e ou fertilizante.

Para o diretor-presidente do Incaper, Evair Vieira de Melo, esta nova adubação demonstra a preocupação do Governo do Estado em desenvolver novas tecnologias para a produção agrícola. “O agricultor terá mais chances de produzir alimentos melhores, pois se no processo produtivo dos alimentos for utilizado o mínimo de produtos químicos, as práticas agrícolas serão sustentáveis e a comida na mesa do capixaba será mais nutritiva e saudável”, frisa.


Além de financiar todo o projeto, com investimento de R$ 622 mil, a Cesan vai estruturar uma usina de tratamento do lodo de esgoto para preparar o biossólido para a agricultura. O diretor de Meio Ambiente da Cesan, Anselmo Tozi, informou que, na Grande Vitória, a produção de lodo é de 400 toneladas por mês. “A usina terá capacidade de preparar 200 toneladas mensais, fizemos essa opção para agilizar o projeto, também vamos organizar a logística de distribuição para os agricultores”, afirmou.

Tozi lembrou ainda que o projeto Águas Limpas está em fase de conclusão, beneficiando 500 mil pessoas na Grande Vitória que vão deixar de lançar o esgoto bruto no meio ambiente e gerar mais lodo.

Mais de 400 pessoas, entre universitários, profissionais ligados aos resíduos orgânicos e técnicos de organizações públicas e privadas participaram do evento. Também estiveram no lançamento os secretários de Estado da Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca, Enio Bergoli, e de Saneamento, Habitação e Desenvolvimento Urbano, Iranilson Casado Pontes, além dos diretores-presidentes do Incaper, Evair Vieira de Melo, da Cesan, Neivaldo Bragato, do Instituto Estadual de Meio Ambiente (Iema), Aladim Cerqueira, e do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal (Idaf), Lenise Loureiro.

Alternativa


Segundo a pesquisadora do Incaper e responsável pelo projeto, Adelaide Costa, “a adubação orgânica é muito utilizada nas lavouras de frutas e de café no Espírito Santo, e o Manual traz todos os passos e mostra a viabilidade da utilização do lodo de esgoto na produção agrícola capixaba. Com o lançamento desse material podemos concretizar a pesquisa de utilização do lodo de esgoto na lavoura. Esta nova tecnologia será mais uma alternativa de adubação orgânica, porém com uma ação de reutilizar este resíduo”.

A utilização agrícola do lodo é uma alternativa que necessita do acompanhamento técnico de um engenheiro agrônomo, que analisa os critérios de aplicação, para não causar danos ao meio ambiente. A Cesan e o Incaper estão empenhados em buscar alternativas seguras para o uso e manejo correto do Lodo provenientes de estações de tratamento de esgoto no cultivo agrícola e florestal no Estado do Espírito Santo.


No Brasil, não é difundida a prática de incorporar resíduos de esgoto - lodo e efluente - aos solos, porque ainda são poucas as cidades com Estações de Tratamento de Esgoto (ETE).

Mas no Espírito Santo, a Cesan, que atua em 52 municípios do Espírito Santo, sendo 7 na Região Metropolitana de Vitória e 45 no interior do Estado, possui 88 Estações de Tratamento de Água (ETAs) e 74 Estações de Tratamento de Esgoto (ETEs).

Para Neivaldo Bragato isso mostra que os investimentos de R$ 1 bilhão nos últimos 8 anos e de mais R$ 1 bilhão nos próximos 4 anos têm como direcionamento atuar em uma questão importante, esquecida há anos: o esgotamento sanitário. Sem deixar de lado soluções que possam trazer economia e benefícios ao setor agrícola”, conclui o presidente da Cesan.

O diretor de Meio Ambiente da Cesan, Anselmo Tozi, enfatiza que o Manual une a crescente demanda da sociedade por soluções ecologicamente corretas com a valorização agrícola do lodo, desde a geração e tratamento do produto na ETE até especificações, segundo as condições do ambiente, forma de aplicação e monitoramentos. “O manual é obra de uma parceria consolidada e com um fim comprometido e compatível com o que se julga ambientalmente correto.”

Pesquisas com esse fim estão sendo realizadas com sucesso em outros países como nos Estados Unidos e na Europa. No Brasil, o Estado do Paraná tem sido referência na utilização agrícola do lodo de esgoto.

Programação do Congresso

O II Congresso Brasileiro de Resíduos Orgânicos começou nesta quarta-feira (07), às 18 horas, com a inscrição e entrega dos materiais aos congressistas. A abertura solene será às 19 horas. Em seguida, a primeira conferência será uma abordagem geral e introdutória do assunto, com palestra ministrada pelo professor da Universidade Federal do Paraná (UFP), Luiz Lucchesi. O destaque da noite fica por conta do lançamento do Manual de Uso Agrícola e Disposição do Lodo de Esgoto para o Espírito Santo, às 21 horas, encerrando o primeiro dia da programação.

Na quinta-feira (08), as atividades começam às 8h30min, com uma mesa-redonda sobre o uso de resíduos orgânicos na geração e na produção de energias renováveis e relatos da experiência da empresa Real Café Solúvel do Brasil neste contexto. O evento segue com debate e, às 11 horas, serão apresentados trabalhos técnico-científicos sobre assuntos da área.


Durante a tarde, os congressistas vão participar de um painel sobre os aspectos físico-químicos da disposição destes resíduos na agricultura, incluindo a contaminação do solo com poluentes orgânicos e metais pesados.

A programação do último dia do Congresso, na sexta-feira (09), também terá início às 8h30min, com mesa-redonda sobre a produção de compostagem utilizando diferentes materiais orgânicos. No período da tarde, profissionais de vários estados brasileiros farão relatos sobre a experiência conquistada no uso de resíduos orgânicos, utilizados em diferentes cadeias produtivas, como o cultivo de café, coco, pescado, suíno e aves, além de cana de açúcar e frutas.

O evento é coordenado pelo Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) em parceria do Centro de Desenvolvimento do Agronegócio (Cedagro). Durante o congresso serão abordados aspectos da legislação ambiental, detecção de contaminação do solo com poluentes orgânicos, aspectos físico-químicos e biológicos da disposição de resíduos orgânicos em sistemas produtivos, além dos aspectos teóricos e práticos do processo de tratamento e disposição dos resíduos sólidos provenientes do tratamento de esgotos sanitários.

Serviço:
Lançamento Manual - II Congresso Brasileiro de Resíduos Orgânicos (CBRO)
Data: 07 a 09 de dezembro
Hora: 19h00
Local: Hotel Golden Tulip em Vitória
Inscrições: www.cedagro.org.br/cbro
Mais informações: (27) 3337-6222

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.