Governo do RS aposta no programa Pró-Etanol para estimular produção local
CI
Imagem: Pixabay
ETANOL

Governo do RS aposta no programa Pró-Etanol para estimular produção local

Por ano, RS importa mais de 1,6 bilhão de litros de etanol
Por:

O governo do Rio Grande do Sul apresentou um lei que institui o Programa Estadual de Produção de Etanol Amiláceo, o Pró-Etanol. A proposta, construída em conjunto pela Frente Parlamentar em Defesa da Produção e Autossuficiência de Etanol da Assembleia Legislativa, prevê uma política estadual de estímulo à produção de etanol baseada em matéria-prima de amiláceos ou fontes de amido. A intenção é reduzir a dependência do RS do etanol externo. O projeto foi apresentado nesta semana pelo governador gaúcho Eduardo Leite (PSDB).

O programa de estímulo à produção de etanol será feito à base de grãos, tubérculos e cana-de-açúcar. Os recursos para fomento à produção terão de ser incluídos no Orçamento do Estado. Atualmente, segundo dados setoriais, a produção gaúcha de etanol representa menos de 1% do consumo estadual de 1,5 bilhão de litros/ano.

O secretário da Agricultura do RS, Covatti Filho, comentou que o projeto é um compromisso deliberado e firmado há cerca de um ano. Ele destacou que já existem pesquisas sobre o assunto na Universidade Federal de Santa Maria. “O Rio Grande do Sul tem todas as condições de produzir etanol. Importamos mais de 1,6 bilhão de litros por ano, o que significa que deixamos de arrecadar mais de R$ 600 milhões para o nosso Estado”, explicou.

Com a criação do programa, terras sem uso no inverno serão melhor aproveitadas. Dados da Embrapa Trigo indicam que o Estado tem seis milhões de hectares de grão cultivados no verão. No inverno, a área plantada é de apenas 1,2 milhão de hectares. Triticale, aveia branca, cevada, centeio e até mesmo trigo de menor qualidade são algumas das possibilidades para compor o leque de matérias-primas para etanol. Sorgo granífero, arroz gigante e batata-doce também são opções.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink