Governo libera R$ 350 milhões para comercialização de milho

Agronegócio

Governo libera R$ 350 milhões para comercialização de milho

O governo apoiará a comercialização do cereal em MT, MS, GO e BA
Por:
13 acessos

O governo federal vai apoiar a comercialização de milho nos estados de Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e na região de Barreiras (BA). Para isso, destinará R$ 350 milhões a serem utilizados em operações de Prêmio de Escoamento de Produto (PEP) e Prêmio Equalizador Pago ao Produtor (PEPRO). O valor é suficiente para movimentar 4,7 milhões de toneladas de milho. Até início de setembro, a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) realizará seis leilões de PEP e seis de Pepro.

A decisão foi acertada durante reunião dessa segunda-feira (11-06) na Superintendência Federal de Agricultura em São Paulo (SFA/SP) entre técnicos da Secretaria de Política Agrícola (SPA) do Ministério da Agricultura e da Conab com representantes do setor (produtores e indústria).

O coordenador geral de Cereais e Culturas Anuais da SPA, Silvio Farnese, explicou que a intenção do governo é sustentar os preços do produto em função do excesso de oferta. “A produção da safra é de 53 milhões de toneladas, para um consumo de 40 milhões. Com o aumento da oferta, há uma tendência de queda nos preços, que estão abaixo do mínimo estabelecido pelo governo federal nestes três estados e em Barreiras”, informou.

Segundo ele, no Mato Grosso a saca do produto está sendo comercializada entre R$ 8,50 e R$ 9,00, ante um preço mínimo fixado em R$ 11,00. No Mato Grosso do Sul em Goiás e Barreiras o preço mínimo é de cerca de R$ 14,00 e o produtor está recebendo R$ 13,50. Farnese esclareceu que o governo sairá do mercado caso haja uma recuperação dos preços pagos ao produtor. Os leilões de PEP e PEPRO de milho começam na semana que vem.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink