Gado em pé

Governo não prorroga diminuição de alíquota para venda de gado em pé

Reinaldo Azambuja afirmou que o interessante é concentrar atividades em MS
Por: -ALINE OLIVEIRA
33 acessos

O governador Reinaldo Azambuja declarou que a diminuição da alíquota do ICMS de 12% para 7% concedida temporariamente para venda do gado em pé em Mato Grosso do Sul não será retomada, conforme solicitado pelo setor produtivo.

A afirmação foi concedida durante a coletiva realizada pela governadoria na última sexta-feira (20), quando ficou decidido que o frigorífico JBS retomará as atividades de sete plantas frigoríficas fechadas em diversas regiões do estado, na próxima terça-feira (24).

Na avaliação do chefe do executivo estadual, com a manutenção das atividades da holding JF e os investimentos de novas indústrias em construção no estado, não há necessidade retomar uma medida que foi tomada em caráter emergencial e temporário. “Depois das negociações firmadas com os representantes do JBS, não temos interesse de que os animais sejam vendidos para outras praças, mas, sim que seja abatidos e processados aqui”, argumenta Azambuja.

BENEFÍCIO PROVISÓRIO

A iniciativa surgiu em junho deste ano, em razão da instabilidade no valor da arroba, o que resultou em aumento de 122% nas vendas de animais para praças como São Paulo, Goiás e Paraná.

O benefício aos pecuaristas foi acolhido pela administração estadual em junho deste ano e permaneceu ativo por 90 dias, com intuito de equilibrar o mercado nacional de compra e venda de animais e evitar decréscimo no valor pago pela arroba.

Com a formalização de um acordo que será registrado nesta segunda-feira (23), a agroindústria se comprometeu a retomar as atividades dos frigorificos e continuar com as obras de novos empreendimentos em Dourados, Carapó e Sidrolândia.

Em contrapartida, o governo de Mato Grosso do Sul aceitou os termos apresentados pela empresa para pagamento da dívida acumulada, que oferecerá bens em garantia para que possa ter as contas desbloqueadas.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink