Governo retoma os leilões para escoar a produção de milho

Agronegócio

Governo retoma os leilões para escoar a produção de milho

Segundo Prado, a retomada da participação do Estado nos leilões é necessária porque não há onde armazenar o produto, cuja produção é estimada em 6 milhões de toneladas
Por:
338 acessos

O governo deve anunciar esta semana a retomada dos leilões de milho, suspensos desde que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) verificou irregularidades no processo de comercialização. O órgão aguarda apenas a autorização do Ministério da Fazenda para publicar uma portaria que autoriza os leilões. A garantia da subvenção foi dada a Rui Prado, presidente da Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato), pelo ministro da Agricultura, Reinhold Stephanes, em reunião realizada na última semana. Segundo Prado, a retomada da participação do Estado nos leilões é necessária porque não há onde armazenar o produto, cuja produção é estimada em 6 milhões de toneladas.

De acordo com o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), o avanço da colheita — que até o último dia 25 atingiu 11% da área total — pode esbarrar na morosidade das comercializações.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink