Governo/RS garante anistia para Troca-Troca do milho
CI
Agronegócio

Governo/RS garante anistia para Troca-Troca do milho

Produtor deixará de pagar no final de abril será de R$ 24 milhões
Por:
O valor total que o produtor deixará de pagar ao Governo no final de abril será de R$ 24 milhões
 
Após a reunião extraordinária do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (Conselhão), na terça-feira (24), o governador Tarso Genro anunciou a anistia do pagamento das sementes de milho do Programa Troca-Troca para os agricultores familiares que perderam suas lavouras devido à estiagem que atinge o Estado. De acordo com o assessor de Política Agrícola da Federação dos Trabalhadores na Agricultura no Rio Grande do Sul (Fetag), Airton Hochscheid, foi entregue no dia 16 de janeiro uma pauta de reivindicações ao Governo do Estado. “Dentre estes pontos estava a anistia do pagamento das sementes de milho, que foram entregues aos produtores em agosto e setembro e que foram plantadas nesta safra”, explica Hochscheid, salientando que a grande maioria dos municípios registraram perdas de até 100%.

O valor total que o produtor deixará de pagar ao Governo no final de abril será de R$ 24 milhões, como ressalta o assessor. Hochscheid considera a medida muito importante, devido ao alcance que o Programa tem no Estado, com a participação de aproximadamente 200 mil famílias. “A grande maioria dos agricultores familiares que cultivam milho nas suas propriedades tem se beneficiado deste programa, que existe há mais de 20 anos”, comenta ele, acrescentando que, este recurso que o agricultor teria que desembolsar para pagar a semente poderá ser investido para refazer a lavoura ou implementar uma pastagem.

Segundo Hochscheid, Tarso também apresentou um balanço a respeito das medidas já adotadas, como a destinação de R$ 18 milhões de recurso federal aos municípios atingidos, sendo que cada cidade receberá em torno de R$ 51 mil para as ações emergenciais, como a canalização de água, redes de poços artesianos, entre outros. Além disso, divulgou a ampliação dos recursos para o Sistema Troca-Troca de sementes para forrageiras de inverno em R$ 2 milhões, que devem ser disponibilizadas a partir de fevereiro e março. “A Fetag acredita que este valor é insuficiente, sendo que estamos trabalhando para ampliar este programa, para atender o maior número de produtores, uma vez que as pastagens de verão foram praticamente perdidas e os produtores precisam implementar as pastagens o quanto antes”, argumenta ele.

Fetag também reivindica prorrogação de empréstimos agropecuários
No documento encaminhado ao Governo em 16 de janeiro, a Fetag também listou como reivindicação a prorrogação dos empréstimos agropecuários feitos pelo Banrisul aos agricultores, solicitamos ao governador que estes financiamentos sejam prorrogados para um ano após o vencimento da última parcela, como afirma Hochscheid.

Além disso, a Federação analisa a viabilidade de que o Estado possa entrar com uma contrapartida no transporte do milho que a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) vai colocar à venda no Rio Grande do Sul pelo preço mínimo – R$ 17,46 – para os produtores que não têm o grão para a alimentação dos animais. “Já temos a garantia da Conab quanto ao transporte do Mato Grosso até o RS. Porém, o Estado e os municípios precisam entrar com uma contrapartida para que o produtor não tenha um custo maior com o frete”, observa ele.

Segundo Hochscheid, a Fetag também se dispõe a discutir com o Governo a criação de um programa permanente de combate à seca. “Nos últimos anos trabalhamos só com as consequências e não com as causas. Precisamos pensar em uma proposta para armazenagem de água nas propriedades, seja através de cisternas, que no nosso ponto de vista seria uma grande alternativa para as pequenas propriedades, ou também sistemas de irrigação”, sugere o assessor. Ele aponta que, geralmente, as pessoas acham que na primeira chuva que dá o problema da seca está resolvido, mas as consequências perduram por dois ou três anos. De acordo com ele, durante a reunião do Conselhão o governador se mostrou disposto a discutir sobre o assunto.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.