Governo/TO estuda implantação de ensino inovador nas escolas rurais
CI
Agronegócio

Governo/TO estuda implantação de ensino inovador nas escolas rurais

As aulas serão baseadas no uso de tecnologias agrícolas voltadas para realidade de cada comunidade
Por:

Um novo modelo escolar está em fase de estudo para os alunos das comunidades rurais do Tocantins. A inovação conta com a parceria da Seagro – Secretaria da Agricultura, da Pecuária e do Desenvolvimento Agrário, Seduc – Secretaria de Educação, Ciência e Tecnologia e a Unitins – Fundação Universidade do Tocantins. As entidades estiveram na tarde da quinta-feira, 12, discutindo as ações para implantar o ensino de tempo integral no campo, promovendo o conhecimento escolar para o desenvolvimento da produção agropecuária nas comunidades rurais. A proposta contará com amplo conteúdo prático e teórico. As aulas serão aplicadas baseadas no ensino pedagógico diversificado, somando a prática com uso de tecnologias agrícolas voltadas para realidade de cada comunidade rural.

De acordo com o secretário Executivo da Seagro, Ruiter Padua, esse sistema de ensino oportunizará conhecimento diversificado para os alunos na zona rural. “A Secretaria de Agricultura vai trabalhar a orientação dos técnicos e monitores contratados, em parceria também com a Unitins e com o Ruraltins, capacitando e fornecendo o máximo possível de informações que possam ser repassadas aos alunos”, explicou Ruiter.

Para o secretário de Educação do Estado, Danilo de Melo, o Governo do Estado quer desenvolver no campo as melhorias de qualidade de vida. “É necessário fortalecer a parceria de todos os envolvidos, disponibilizando aos alunos as atividades de conhecimento teórico, prático e tecnológico nas comunidades rurais”, enfatizou.

Com o projeto, serão implantados nas escolas rurais cursos direcionados às diversas atividades agrícolas como: piscicultura, silvicultura, bovinocultura, criação de pequenos animais, fruticultura, agroecologia, turismo rural, extrativismo e agroindústria. “A idéia é oferecer aos alunos as técnicas agrícolas adequadas e os conhecimentos necessários para que eles possam produzir e desenvolver suas próprias habilidades produtivas no campo”, destacou Danilo de Melo.

Tecnologia e reconhecimento

A nova proposta prevê ainda a entrega de milhares de computadores portáteis para os estudantes do campo. As máquinas, que já foram adquiridas pelo Governo do Estado, além de serem utilizadas para o acesso à internet, quando isso for possível, servirão ainda como uma biblioteca portátil, onde serão armazenados todos os conteúdos estudados.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.