Agronegócio

Governo traça ações para revitalização das casas de farinha do Tocantins

A revitalização de casas de farinha e o desenvolvimento da produção da mandioca no Estado, foram os assuntos discutidos durante reunião na sede da Seden
Por:
1794 acessos

A revitalização de casas de farinha e o desenvolvimento da produção da mandioca no Estado, foram os assuntos discutidos durante reunião realizada nesta quarta-feira, 13, na sede da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia, Turismo e Cultura ( Seden) com representantes da Empresa de Pesquisa Agropecuária  (Embrapa), Secretaria da Agricultura  e Pecuária (Seagro), Instituto de Desenvolvimento Rural do Tocantins (Ruraltins) e Universidade Federal do Tocantins (UFT).

Ainda foi esboçado um planejamento das ações necessárias para fomentar a cadeia produtiva da mandioca no Tocantins, com foco na produção de farinha junto às associações de produtores do Estado. Para tanto, ficou definido um plano de trabalho, por meio do Arranjo Produtivo Local da Mandioca (APL), que é gerenciado pela Seden, inicialmente nas cidades de Cariri, Araguaçu e Figueirópolis.

As ações estão previstas para iniciarem no dia 15 de agosto com a realização de um levantamento dos sistemas produtivos locais, diagnósticos e disponibilidades de equipamentos e custos. Ainda informações sobre as condições sanitárias, de assistência técnica e extensão rural, de empreendedorismo, transferência de tecnologias e situação ambiental das casas de farinha serão levantadas junto ao Instituto Natureza do Tocantins (Naturatins), e Vigilância Sanitária do Estado (Anvisa), dentre outros.

“A ideia é organizar o setor produtivo da cadeia da mandioca para promover o melhoramento da qualidade da fabricação de farinha, tornando o produto mais competitivo no mercado, melhorando a geração de renda e, consequentemente, o desenvolvimento econômico e social das regiões produtoras” pontou Eremilson Leite, diretor de Desenvolvimento Econômico da Seden.

Produção
De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Tocantins produz de 15 a 18 toneladas de mandioca por hectare. Atualmente existem 37 casas de farinha ativas no Estado.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink