Governo vai rastrear origem de gado importado
CI
Agronegócio

Governo vai rastrear origem de gado importado

Por:

O Ministério da Agricultura brasileiro irá investir entre R$ 300 mil e R$ 500 mil para rastrear a origem de 4,2 mil bovinos importados, a partir de 1995, dos Estados Unidos e Canadá. A decisão do ministério foi anunciada pelo secretário-executivo José Amauri Dimarzio, após presidir a reunião ordinária da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Carne Bovina. "Vamos acompanhar os animais até que sejam abatidos".

De acordo com Dimarzio, as empresas certificadoras cadastradas no Sistema Brasileiro de Identificação e Certificação de Origem Bovina e Bubalina (Sisbov) irão certificar os animais gratuitamente, por meio de um convênio assinado com o ministério.

As medidas anunciadas pelo governo de monitoramento dos animais importados dos dois países fazem parte da estratégia brasileira de prevenção contra o mal de vaca louca, detectado recentemente no rebanho bovino canadense. O secretário reafirmou que, por enquanto, as importações de carne bovina dos Estados Unidos e do Canadá continuam suspensas.

No mercado interno, os preços do boi gordo seguem estáveis há dez dias, em R$ 56 por arroba. No atacado, as vendas de peças casadas são cotadas R$ 3,80 o quilo do traseiro e R$ 2,40 o dianteiro.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.