Granizo e estiagem castigam Brasil
CI
Imagem: Divulgação
AGROTEMPO

Granizo e estiagem castigam Brasil

Veja como fica o tempo nesta sexta-feira (8) pelas diferentes regiões
Por: -Eliza Maliszewski

Nesta quinta-feira (7) as chuvas seguiram causando prejuízos no Sudeste. Em Vespasiano, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), moradores foram surpreendidos por granizo. Apesar do susto, ninguém se feriu mas na capital mineira houve alagamentos, enxurradas e quedas de árvores. No Centro-Oeste também foi registrado granizo em Ceilândia e Sobradinho (ambas no DF). O grande temporal veio acompanhado de ventos fortes.

VEJA: Clima impacta regiões de formas diferentes

Já no Sul segue a estiagem. Já são mais de 110 municípios em emergência no Rio Grande do Sul com danos nas lavouras e falta de água. Apesar disso a Emater aponta que a soja segue bom desenvolvimento, com exceção do Sul do Estado onde a seca é mais intensa. No Paraná as chuvas estão mais regulares e a Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar) destacou que a cultura está com floração e a formação dos grãos com bom desempenho, embora o estado já tenha perdido cerca de 5% do seu potencial produtivo devido à estiagem. No Mato Grosso houve uma falta de chuvas no ínicio da janela mas a Aprosoja já observa melhora nas lavouras embora seja necessária a volta da regularidade de precipitações. Alguns produtores já colhem enquanto para outros a colheita pode atrasar para fevereiro e impactar a safrinha de milho. Os três estados respondem por cerca de 75% da soja brasileira.

Como fica o tempo hoje

Para esta sexta-feira (08), o padrão de circulação da atmosfera mantém-se muito semelhante ao dia anterior, chuvas mais concentradas na região sudeste, por conta do fluxo de umidade da região amazônica, a massa de ar seco continua predominando no centro norte do Brasil e calor intenso em todo país. 

Na região norte as chuvas terão uma melhor distribuição, de maneira geral, sendo mais intensa entre o estado do RO, faixa oeste e norte do AM a RR. No PA, as chuvas ficam concentradas na parcela centro norte, contudo, o sudeste do estado e todo estado do TO, ficam sob influência da massa de ar quente e seco, mas com a possibilidade de uma chuva isolada e mal distribuída por conta do aquecimento no decorrer do dia. 

Essa massa de ar seco está agindo como uma “tampa” impedindo a formação de nuvens carregadas em parte dos estados do norte e também em boa parte do sertão nordestino da área que abrange do sul da BA ao PI. Portanto, as chuvas na região nordeste ficam mais restritas ao litoral e de forma fraca e passageira e no estado do MA, a chuva pode chegar na forma de temporais localmente fortes, principalmente no período da tarde.

A massa de ar seco também influencia em parte do centro oeste, em especial o nordeste do estado de MT, que assim como no TO, até pode ocorrer alguma chuva mas de forma mal distribuída e muito localizada por conta do aquecimento diurno. No oeste do estado do GO, sul e bolsão de MS, as chuvas ficam melhor distribuídas com potencial para temporais localmente fortes acompanhados de raios e vendavais.

Na região sudeste, a presença de uma baixa pressão no litoral, ajuda a canalizar o fluxo de ar quente e úmido da região amazônica, sendo um ingrediente a mais na atmosfera para as chuvas em praticamente todo o estado de MG, SP e RJ com potencial de temporais com acumulados expressivos no litoral de SP, na região da zona da mata mineira ao sul do ES.

Essa região de baixa pressão do litoral sudeste influencia também em parte da região sul como nos estados do PR e SC. Além disso, nesses dois estados há condições para temporais típicos de verão, ou seja, chuva mal distribuída, localizada que podem ser fortes acompanhadas de raios, vendavais e eventual queda de granizo. Já no estado do RS, o tempo segue firme sob o regime de uma região de alta pressão e altas temperaturas, principalmente     no sul do estado.

Para o final de semana, o comportamento do tempo sofre poucas alterações. A massa de ar seco continua atuando na região centro norte do país mantendo os volumes de precipitação baixos entre o norte do MT, sul do PA, TO, e do sul da BA ao CE. E os maiores volumes de chuva ficam mais concentrados no extremo norte do país em RR e centro norte do AM e do leste de MT, GO, na central de MG e litoral paulista. A região centro-sul do RS também terá um final de semana de tempo seco.

*material elaborado com base em informações equipe Agrotempo


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink