Grãos do centro do país são preferidos

Agronegócio

Grãos do centro do país são preferidos

Caminhões permanecem estacionados no pátio da aduana, até que o impasse seja resolvido
Por:
1 acessos

Enquanto os produtores reivindicam, a empresa Dachery Transportes Internacionais, responsável pelo carregamento dos grãos, e seu consultor de agronegócios, Isaias Tolio, prometem manter os caminhões no pátio da Aduana, até que o impasse seja resolvido. Ele afirma que o grão é resíduo das importações feitas em 2004, por se tratar de um produto de qualidade superior. Explicou ainda que hoje a preferência de compra é para o arroz do centro do país, que colheram uma supersafra, e custa ao redor de R$ 18,00 a saca, além do arroz gaúcho adquirido por R$ 20,00 a saca.

Sergio Dachery, um dos donos da transportadora, garante que apesar dos prejuízos que a empresa está tendo com o bloqueio, a transportadora não vai ingressar na Justiça pedindo que seja liberada a passagem do produto.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink