Grãos e frango responderam por 64% das exportações de MS

Agronegócio

Grãos e frango responderam por 64% das exportações de MS

No acumulado de janeiro a setembro, os embarques rumo ao exterior já renderam US$ 650 milhões ao Estado
Por:
119 acessos

O complexo da soja (grãos, farelo e óleo), o milho em grãos e a carne de frango se mantiveram, em setembro, como os principais produtos exportados por Mato Grosso do Sul e já respondem por 64% das exportações. No acumulado de janeiro a setembro, os embarques rumo ao exterior já renderam US$ 650 milhões ao Estado e os dados divulgados, ontem (09-10), pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex) confirmam que, neste ano, as exportações do conjunto de produtos e subprodutos da soja, milho e frango cresceram 52,9% em relação aos US$ 425 milhões obtidos em igual período do ano passado.

O maior crescimento percentual em vendas neste ano foi registrado pelo milho, uma vez que as exportações do produto saltaram de US$ 19,8 milhões, nos nove primeiros meses de 2006, para US$ 78,1 milhões de janeiro a setembro deste ano (alta de 293%). Na prática, os embarques deste ano totalizaram 473 mil toneladas de milho contra 175 mil toneladas exportadas nos nove primeiros meses do ano passado.

A carne de frango também registrou forte incremento nas vendas e já se consolida como segundo principal item da pauta de exportações, atrás apenas do complexo da soja. Neste ano, até setembro, os embarques de frango renderam US$ 134 milhões, confirmando aumento de 72% ante os US$ 77,9 milhões obtidos em igual período do ano passado.

Já o complexo soja – líder absoluto na pauta de exportações do Estado – registrou receita de US$ 437,8 milhões neste ano, com aumento de 33,7% em relação à receita de US$ 327,3 milhões computada ao mesmo período do ano passado. O complexo formado por soja em grãos, farelo de soja e óleo de soja responde sozinho por 43% das exportações realizadas pelas empresas do Estado.

Já as exportações estaduais de carne bovina desossada e congelada – que antes dos focos de aftosa chegava a liderar a pauta de exportações de MS – somaram US$ 45,8 milhões. A receita confirma aumento de 40% frente aos US$ 32 milhões obtidos com os embarques dos nove primeiros meses de 2006. No acumulado deste ano, aparecem ainda com destaque na pauta de exportações do Estado os produtos: minério de ferro (US$ 58 milhões), couro bovino (US$ 85 milhões) e cana-de-açúcar (US$ 35,4 milhões).

Importações:

As importações de MS atingiram, em setembro, o maior valor mensal da história da balança comercial estadual. Pela primeira vez as compras internacionais do Estado ultrapassaram os US$ 200 milhões, totalizando US$ 203,1 milhões no mês passado. O saldo superou em 2,6% o total de US$ 197,9 milhões gastos com as compras de agosto.

O resultado de setembro contribuiu para a ampliação no déficit da balança comercial sul-mato-grossense, uma vez que o saldo das exportações atingiu US$ 134,1 milhões e as importações chegaram a US$ 203,1 milhões – resultando déficit de US$ 69 milhões apenas em setembro.

No acumulado de janeiro a setembro, as exportações de MS somam US$ pouco mais de US$ 1 bilhão, enquanto as importações se aproximam de US$ 1,5 bilhão. Nos nove primeiros meses deste ano houve aumento de 20,71% no total importado pelo Estado na comparação com igual período de 2006. Em 2006, as importações de MS fecharam o ano superando as exportações em US$ 721,4 milhões. Naquele ano, as importações totalizaram 1,7 bilhão e as exportações atingiram US$ 1 bilhão.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink