Grãos fecham semana em queda em Chicago
CI
Agronegócio

Grãos fecham semana em queda em Chicago

A desvalorização na primeira semana de agosto, também influenciada pelo clima favorável às lavouras nos Estados Unidos, chegou a 11,1%
Por:
Sob forte influência das turbulências nos mercados globais e as decorrentes valorização do dólar americano e queda dos preços do petróleo, as commodities agrícolas mais negociadas (milho, trigo e soja) encerraram a semana passada com baixas consideráveis no mercado internacional.

Na bolsa de Chicago, principal referência global para os três produtos, o destaque foi a soja. Os contratos futuros de segunda posição de entrega do grão (normalmente os de maior liquidez) fecharam a sessão de sexta-feira a US$ 11,77 por bushel, queda de 58 centavos (4,7%). É o menor valor desde dezembro de 2007.

Com isso, a desvalorização na primeira semana de agosto, também influenciada pelo clima favorável às lavouras nos Estados Unidos, chegou a 11,1%, segundo o Valor Data. Em 2008, a baixa acumulada chega a 3,07%. Nos últimos 12 meses, a alta ainda chega a 30,34%.

No caso do trigo, os futuros de segunda posição fecharam a US$ 7,5150 por bushel na sexta-feira, em baixa de 25,50 centavos (3,28%). Na semana passada a queda chegou a 6,21%, ampliando as perdas em 2008 para 15,85% e em 12 meses para 10,05%.

No milho, finalmente, a segunda posição caiu 16 centavos de dólar por bushel (2,83%) na sexta, para US$ 5,4850. Assim, na semana o grão caiu 6,24% e a variação positiva acumulada neste ano a baixa recuou para 17,51%.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.