Grécia quer biocombustível brasileiro

Agronegócio

Grécia quer biocombustível brasileiro

Objetivo é cumprir metas da União Europeia de substituição progressiva do petróleo
Por:
1327 acessos
FOLHA - Apesar de não ter caráter oficial, a visita da presidente Dilma Rousseff à Grécia gerou uma nova parceria entre os dois países. O governo grego quer comprar biocombustível brasileiro, como forma de cumprir metas da União Europeia de substituição progressiva do petróleo.


O interesse da Grécia foi anunciado pelo premiê do país, George Papandreou, durante encontro nesta sexta-feira  (08) com a presidente Dilma Rousseff em sua residência oficial em Atenas.

"Eles ficaram muito interessados porque importam quase toda energia que usam", disse à Folha o ministro Antonio Patriota (Relações Exteriores), que participou do encontro.

Para a Petrobras, é mais um mercado que se abre na Europa para o biocombustível. "Já estamos em Portugal e na Itália, mas na Grécia ainda não. É um bom negócio para nós e para eles", disse o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, que também esteve na Grécia até este sábado (09), antes de seguir à China.


Na reunião, o premiê grego avisou à Dilma que vai ao Brasil ainda este ano para fechar a parceria, segundo a Presidência.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink