Greve dos argentinos pode impactar moinhos brasileiros
CI
Imagem: Pixabay
PROBLEMAS

Greve dos argentinos pode impactar moinhos brasileiros 

O Brasil se destaca por ser o maior fornecedor de trigo da Argentina
Por: -Leonardo Gottems

A greve dos trabalhadores nos portos argentinos, agora em sua terceira semana, pode atrapalhar as operações de moagem de trigo do Brasil se não terminar em breve, disseram representantes da indústria brasileira de moagem à Reuters em 21 de dezembro. O relatório citou dados do governo que mostraram queda no volume de entrada de trigo, um sinal de que a greve argentina está afetando as importações. 

O Brasil se destaca por ser o maior fornecedor de trigo da Argentina. Em uma comparação ano a ano, os dados mostraram que as importações de trigo e centeio caíram pela metade durante a terceira semana de dezembro, para cerca de 14.000 toneladas por dia. O Brasil acaba de completar sua safra própria de trigo, estimada em 6,3 milhões de toneladas. 

Rubens Barbosa, presidente da associação dos moinhos de trigo “Abratrigo”, disse à Reuters que, embora esta seja uma época do ano em que os moinhos brasileiros compram relativamente pouco trigo, isso logo mudará. “Se a greve não terminar, alguns terão suprimentos limitados”, disse ele.   

O Brasil importou 4,3 milhões de toneladas da Argentina no ano até novembro. O volume de comércio dos Estados Unidos e da Rússia aumentou 92% e 159% no período, respectivamente, um sinal de que o Brasil está acessando fornecedores alternativos, informou a Reuters. 

No mundo todo, principalmente no mercado à  vista, nenhuma grande mudança foi observada nos preços de exportação do trigo australiano e  os traders disseram que as cargas estão encomendadas para o primeiro trimestre de 2021, com datas de embarque em abril agora começando a ser comercializadas. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink