Grupo de Trabalho vai buscar alternativas no comércio da farinha de arroz

Arroz

Grupo de Trabalho vai buscar alternativas no comércio da farinha de arroz

Instituída pelo Ministério do Desenvolvimento Social, iniciativa contará com a Federarroz e o Irga
Por:
54 acessos

Um grupo de trabalho conjunto formado pela Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional do Ministério do Desenvolvimento Social, Federação das Associações de Arrozeiros do Estado do Rio Grande do Sul (Federarroz) e Instituto Riograndense do Arroz (Irga) foi criado para introduzir os derivados de arroz nas compras do governo federal. O Acordo de Cooperação Técnica visa introduzir os derivados de arroz na cesta básica e na merenda escolar. A comissão criada por portaria recente vai acompanhar as compras de arroz para abastecer os ministérios militares e as áreas sociais do governo.

Para a Federarroz, esta é uma alternativa para que os produtores tenham outras formas de comercialização do cereal, especialmente no sentido de criar oportunidades de mercado aos arrozeiros. "A ideia deste grupo é criar um ambiente para o desenvolvimento de derivados de arroz. Além disso também visa contribuir para o comércio do grão", destaca o presidente da entidade, Henrique Dornelles.

O acordo para instituir a parceria foi assinado durante a Abertura Oficial da Colheita do Arroz, no mês de fevereiro, em Cachoeirinha (RS). Rica em nutrientes, a farinha de arroz vem servindo como alternativa à farinha de trigo. O produto é incentivado especialmente para os celíacos, já que há um diferencial no processo produtivo que é o seu desenvolvimento separado de outros grãos que contém glúten, já que a doença celíaca é uma reação imunológica ao glúten e que causa inflamação grave no intestino, podendo levar à desnutrição por má absorção de nutrientes. 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink