Grupo francês Tereos vai lançar ações da Guarani na Bolsa
CI
Agronegócio

Grupo francês Tereos vai lançar ações da Guarani na Bolsa

A Tereos vai colocar 25% do capital da Guarani na Bolsa para captar US$ 300 milhões
Por:

O grupo francês Tereos, número três mundial do açúcar, vai colocar sua filial brasileira Guarani na Bolsa de São Paulo em julho, anunciou nesta terça-feira (27-03) o presidente da empresa, Philippe Duval, à AFP em Paris.

"A Tereos vai colocar 25% do capital da Guarani na Bolsa para captar US$ 300 milhões e financiar seu desenvolvimento rápido no país", explicou Duval.

A Tereos, mais conhecida na França pela marca comercial Béghin Say, está no Brasil desde 2000 com duas empresas: 100% da Guarani e 6% da Cosan, número dois mundial.

Segundo Duval, a Guarani, hoje avaliada em um bilhão de euros no mercado, com um faturamento anual de 300 milhões de euros e que "deve rapidamente dobrar", deve ser comprada por investidores institucionais americanos, europeus e brasileiros.

"O Brasil, a melhor base mundial para o açúcar e o etanol, deve representar 25% do faturamento da Tereos em 2010 ou 2012", afirmou Duval.

Mas as ambições da Tereos, propriedade de 15.000 agricultores cooperados, são européias, e o grupo do norte da França, que tem sede social em Lille, espera comprar usinas na Europa, para aproveitar o momento de reestruturação do mercado açucareiro provocada pela reforma do OCM (organização comum do mercado) adotada por Bruxelas.

"A Tereos está bem posicionada para desempenhar um papel importante na consolidação da indústria açucareira na Europa", disse Duval.

No setor do etanol, biocombustível em pleno desenvolvimento, a Tereos, o primeiro ator francês no ramo, espera se tornar "líder europeu" construindo novas unidades na França e em outros países.

A Tereos inaugurou, em outubro, sua usina de Origny (Aisne), que produz três milhões de hectolitros de etanol por ano a partir de açúcar de beterraba e vai inaugurar por volta de 15 de abril sua segunda unidade em Lillebonne, perto de Rouen (Seine-Maritime), onde possui 55% do capital, para uma produção igual de três milhões de hectolitros, mas com trigo.

Para financiar seu desenvolvimento e as aquisições neste setor, a Tereos pretende lançar na Bolsa de Paris, no fim de 2008, suas atividades de etanol, para captar cerca de 200 milhões de euros.

Enquanto isso, a Tereos vai emitir títulos de 300 a 400 milhões de euros para refinanciar sua dívida bancária. Por fim, a Tereos é um sério candidato à compra de quatro usinas de açúcar britânico Tate and Lyle na France, no Reino Unido, na Bélgica e na Itália.

Se a Tereos, que já atua neste setor promissor - porque tem funções alimentares e não-alimentares (etanol, papel, entre outros) -, comprar estes concorrentes, se tornará o terceiro maior grupo europeu do setor do mundo, com 25% do mercado, atrás dos dois gigantes mundiais, a americana Cargill e o francês, também com sede no norte da França, Roquette Frères.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink