GTPS aprova, em Assembleia, linhas de Ação para 2011-2012

Agronegócio

GTPS aprova, em Assembleia, linhas de Ação para 2011-2012

Grupo pretende mudar o paradigma de produção da pecuária brasileira
Por: -Janice
947 acessos
Grupo pretende mudar o paradigma de produção da pecuária brasileira

No dia 14 de abril, o Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável (GTPS) reuniu-se na sua 3ª Assembléia Ordinária, em evento realizado no auditório gentilmente cedido pela Dow AgroSciences, em São Paulo. No dia anterior a assembleia, houve um seminário interno, onde foram palestrantes entidades do Governo, como o Ministério do Meio Ambiente e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, membros associados e observadores.

Com o início dos trabalhos liderados pelo IFC em 2007, e legalmente constituído em 2009, o GTPS é formado por representantes de diferentes segmentos que integram a cadeia de valor da pecuária bovina (corte, couro e leite) no Brasil. Participam membros das indústrias e de organizações do setor, associações de pecuaristas, varejistas, bancos, organizações da sociedade civil, centros de pesquisa e universidades.
“Nosso objetivo é pavimentar o caminho para a pecuária sustentável brasileira, através de princípios, código de conduta e indicadores de sustentabilidade, principalmente através de ações efetivas que viabilizem o rompimento das barreiras técnicas, financeiras e de disseminação de informações no setor”, disse Daniela Mariuzzo, vice-presidente do GTPS.

O GTPS e todos os seus membros têm compromisso com o desmatamento zero, por meio da criação de condições e formas de compensação para viabilizá-lo. Para cumprir com isso, espera-se desenvolver ferramentas e mecanismos para o monitoramento, rastreamento, critérios de produção, compra e financiamento, e incentivos econômicos para a promoção da sustentabilidade da pecuária bovina.

Próximos passos

Dentre as futuras ações do GTPS estão o alinhamento de um acordo, com a assinatura de protocolo de intenções, junto ao Governo Federal, para a redução de emissões de carbono na atmosfera, além do estabelecimento de um forte relacionamento com os ministérios do Meio Ambiente, da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, e do Desenvolvimento Agrário, e com a EMBRAPA e Secretarias de Estado.

Outro mecanismo do grupo para alcançar suas metas será utilizar-se de princípios e critérios já existentes e validados pela sociedade, como o BPA EMBRAPA, o Rainforest Aliance-Pecuária, o Globalgap, os Performance Standards do IFC e o GRI. Dessa maneira, o GTPS pretende mudar o paradigma de produção pecuária brasileira, através dos anos, e não criar mais selo ou mais um nicho de mercado para produtos certificados.

As informações são da assessoria de imprensa do GTPS - Grupo de Trabalho da Pecuária Sustentável.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink