Guerra comercial volta a prejudicar cotações

CHICAGO

Guerra comercial volta a prejudicar cotações

China e EUA voltaram a se desentender
Por: -Leonardo Gottems
586 acessos

Os novos atritos sentidos entre a China e os Estados Unidos acabaram jogando as cotações para baixo, mesmo depois de o presidente norte-americano, Donald Trump, ter sinalizado que uma possível negociação entre os dois países estaria próxima. De acordo com o analista Luiz Fernando Pacheco, da T&F Consultoria Agroeconômica, as negociações não andaram como se imaginava. 

“Os futuros de soja negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) fecharam em queda expressiva nesta segunda-feira, após três sessões consecutivas de ganhos. O mercado foi pressionado por novos atritos entre representantes de Estados Unidos e China, o que levantou dúvidas sobre a capacidade dos dois países de resolverem sua disputa comercial”, comenta. 

Em reunião da Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec), durante o fim de semana em Papua Nova Guiné, houve discussões acaloradas entre EUA e China por causa das práticas comerciais chinesas. Nesse cenário, pela primeira vez na história da Apec, os líderes presentes não conseguiram chegar a um acordo sobre o texto de um comunicado conjunto. 

“Em discurso na cúpula da Apec, o vice-presidente dos EUA, Mike Pence, afirmou que seu país não vai retirar as tarifas já impostas a produtos chineses enquanto Pequim não mudar sua política comercial. Ainda na sexta-feira, o presidente Donald Trump tinha dito a repórteres que a China quer fazer um acordo comercial com os EUA”, explica. 

A expectativa do mercado é que ocorra um acerto durante o encontro de Trump e Xi Jinping, que acontecerá no fim deste mês durante a reunião de líderes do G-20, em Buenos Aires. “As vendas norte-americanas de soja vêm diminuindo desde julho, quando o país asiático impôs uma tarifa retaliatória de 25% sobre o grão dos EUA e passou a recorrer a outras origens”, conclui.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink