Híbrido de milheto forrageiro promete redução de custos
CI
Imagem: Marcel Oliveira
FORRAGEM

Híbrido de milheto forrageiro promete redução de custos

Cada quilo de matéria seca equivale, em conversão, a até 1,47 litro de leite
Por:

Cada relato de produtores pelo Brasil aponta mais eficiência da pastagem ADRF 6010 Valente. O híbrido de milheto forrageiro, o primeiro produzido no Brasil, está surpreendendo quem deseja realizar a conversão para leite ou carne, promovendo maior rendimento financeiro e redução de custos.

Produzido exclusivamente pelo Grupo ATTO, com o uso dessa forrageira é possível produzir mais leite, já que cada quilo de matéria seca do Valente equivale a 1,47 litro de leite.  O forrageiro chega a produzir 17 toneladas de matéria seca no ciclo. Essa conversão em leite se deve às características do Valente, alto teor de proteína bruta (PB), com média de 19%, superando o sorgo forrageiro e o capim sudão.

Esse desempenho do ADRF 6010 Valente, de acordo com o Departamento de Pesquisas da ATTO, ocorre mesmo em condições climáticas adversas, em períodos de poucas chuvas. O ciclo longo e sua rusticidade proporcionam mais resistência em condições adversas e ajudam a adiar o início do uso de silagem. Além disso, a forrageira é rica em carboidratos e com alta digestibilidade.

Na prática

O produtor Rudimar Piekas, de Francisco Beltrão (PR), conta que ficou 60 dias sem pasto, porém, quando surgiu a chuva, o campo vigorou. “As vacas estão comendo bem. Estou largando-as três vezes ao dia no pasto. Com o milheto, cortei 66% da ração e 50% da silagem, e as vacas até aumentaram a produção de leite. Então, diminuí meus custos e vou ter mais ganho. É um pasto muito bom, o nome diz tudo: é valente”.

Também produtor de leite, Luiz Henrique Sponchiado, da Fazenda Irmãos Sponchiado, de Vargeão (SC), conseguiu verificar maior produtividade com o Valente. Ele conferiu um aumento de 50 litros por dia com a introdução do híbrido de milheto.

“Para quem está procurando um produto com grande quantidade de massa, teor alto de proteína e com rebrote muito rápido, o milheto Valente é minha indicação”, destaca o produtor Valmir Dalssoto, de Francisco Beltrão.

A longevidade do híbrido de milheto é também um dos destaques, pois possui capacidade para até 15 pastejos. “É um produto extremamente eficiente, que vem ganhando cada vez mais espaço entre os produtores brasileiros. Conseguimos oferecer no mercado uma cultivar que leva mais produtividade e economia”, destaca o CEO do Grupo ATTO, Odilio Balbinotti Filho.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.