Holanda lança plano para promover biodiversidade

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o nosso site e as páginas que visita. Tudo para tornar sua experiência a mais agradável possível. Leia os Termos de Uso e a Termos de Privacidade.


CI
MUNDO

Holanda lança plano para promover biodiversidade

Medida prevê diminuição na utilização de pesticidas
Por: -Leonardo Gottems

O governo holandês lançou uma nova visão para a agricultura do país, que prioriza a proteção dos recursos naturais e a redução do impacto ambiental do setor. A nova Visão de Proteção de Plantas 2030 baseia-se em dois princípios, o melhoramento de plantas inovador e precisão ou agricultura inteligente, que são tópicos importantes para o futuro da agricultura da União Europeia. 

“Os pesticidas são importantes para garantir uma produção boa e de alta qualidade. No entanto, a atual dependência de pesticidas é tanta que precisamos de uma reviravolta radical - também para reduzir o impacto ambiental”, disse a ministra da Agricultura, Carola Schouten, na semana passada. 

Schouten afirmou também que a visão representa uma "mudança de paradigma". Com a disponibilidade de plantas mais resistentes e métodos de cultivo, a necessidade de usar pesticidas será menor, explicou ela. “E onde os pesticidas ainda são necessários, seu uso deve ser 'inteligente' para minimizar as emissões ambientais e garantir a produção de culturas com quase nenhum resíduo”, acrescentou. 

Sob o plano holandês, as plantas estarão melhor protegidas contra pragas e doenças, com um uso mínimo de pesticidas. "O objetivo é conservar a natureza e a biodiversidade, espécies saudáveis e uma perspectiva econômica clara para os agricultores. Um solo bom e saudável que fornece nutrientes suficientes para a planta também contribui para a resiliência. Sempre que possível, os produtores devem usar inimigos naturais, usando-os ativamente - como acontece para o cultivo de hortaliças em estufas - ou usando e fortalecendo os recursos naturais disponíveis nas imediações (agrobiodiversidade funcional) ", disse o ministério em um comunicado. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink