Hortaliças leguminosas são tema de livro lançado em seminário

Agronegócio

Hortaliças leguminosas são tema de livro lançado em seminário

"Hortaliças Leguminosas" teve a editoria técnica de Warley Nascimento
Por:
533 acessos

"Hortaliças Leguminosas" teve a editoria técnica de Warley Nascimento

Feijão-vagem, ervilha, lentilha e grão-de-bico são a matéria-prima do mais novo produto editorial da Embrapa Hortaliças (Brasília, DF), lançado durante a realização, nos dias 18 e 19 de agosto, do I Seminário sobre Hortaliças Leguminosas, que discutiu perspectivas, entraves e tendências do mercado.

O evento foi o palco do lançamento da publicação "Hortaliças Leguminosas", que teve a editoria técnica do pesquisador e chefe-adjunto de Transferência de Tecnologia Warley Nascimento, idealizador e coordenador do seminário. Segundo ele, a edição reúne as informações registradas, ao longo dos anos, nas edições técnicas elaboradas nos anos 80/90, e nos experimentos de pesquisas mais recentes com as leguminosas.  A ideia, segundo ele, foi ampliar esse conhecimento no formato de um livro, e a oportunidade de lançamento surgiu com a declaração da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) que instituiu 2016 como o Ano Internacional das Leguminosas.

"O livro já estava praticamente editado no final do ano passado, mas quando a FAO destacou a importância das leguminosas na sua declaração, considerei que seria um bom ano para apresentar um seminário e com ele a publicação", assinala o pesquisador. Segundo ele, a literatura existente sobre o tema ainda é escassa, notadamente quanto ao cultivo de leguminosas em nossas condições tropicais, "uma lacuna que o livro procura preencher".

Na apresentação que abre as páginas do "Hortaliças Leguminosas", o pesquisador e chefe-geral da Embrapa Hortaliças Jairo Vieira segue igual raciocínio, ao alinhar a escassez de informações entre outros fatores que levam ao cultivo insuficiente para atender às necessidades de consumo do País, que é levado a importar, principalmente, ervilha, lentilha e grão-de-bico.

"Um dos principais motivos do desinteresse dos produtores por essas hortaliças é a escassez de informações, o consumo reduzido e a falta de tradição de cultivo dessas espécies nas condições tropicais do País. Assim, torna-se necessário estimular produtores e indústria a ampliar o conhecimento acerca dessas culturas, mostrando o potencial que o Brasil possui para se tornar um grande produtor dessas leguminosas", anota Vieira.

Nesse quesito, a região do Distrito Federal tem sido reconhecida como uma das mais promissoras devido às suas características, com altitudes acima de 800 metros. Nessas áreas, há resultados bastante satisfatórios de produção, por exemplo, de grão-de-bico, com produtividade variando entre três a quatro toneladas por hectare, bem mais expressiva que a média mundial de 900 quilos por hectare.

Capítulos

O livro "Hortaliças Leguminosas" é dividido em cinco capítulos, com informações que traçam um histórico sobre a origem de cada um desses alimentos, suas especificidades botânicas, nutricionais, potencialidades de mercado e comercialização, e tecnologias desenvolvidas com relação à prevenção de doenças, irrigação, tratos culturais, entre outros.

No capítulo cinco, o diferencial do livro com relação a outras publicações técnicas é a inserção de receitas culinárias ao texto que trata da qualidade e do uso desses alimentos. Selecionadas pela pesquisadora Milza Lana, da área de Pós-Colheita da Embrapa Hortaliças, as receitas contemplam desde saladas e risotos até hambúrgueres.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink