Ihara apresenta trabalhos de pesquisa no II Sintagro, em Itapetininga/SP

Agronegócio

Ihara apresenta trabalhos de pesquisa no II Sintagro, em Itapetininga/SP

Empresa apresentou trabalhos feitos por seus laboratórios móveis pelo Brasil e levou palestrantes que atuam no mercado profissional
Por:
1883 acessos
Empresa apresentou trabalhos feitos por seus laboratórios móveis pelo Brasil e levou palestrantes que atuam no mercado profissional

A comunidade acadêmica e empresarial se reuniu para o Simpósio Nacional de Tecnologia em Agronegócio – Sintagro, promovido na Fatec de Itapetininga (SP), nos dias 28 e 29 de outubro. O evento teve como tema principal “Gestão, Inovação e Tendências no Agronegócio” e contou com a presença de 800 pessoas, entre alunos, professores, diretores de nove Fatecs, produtores rurais, pesquisadores, consultores e representantes políticos. Durante os dois dias, foram promovidos debates e palestras baseados em trabalhos desenvolvidos sobre agroenergia, logística integrada, agricultura de precisão, inovações tecnológicas, cadeias produtivas e cenários econômicos.

A Ihara, tradicional fabricante de defensivos, participou do evento com a apresentação de 10 trabalhos realizados pelo laboratório móvel “Planta Forte sobre rodas”, feitos em todo o Brasil mostrando ferramentas, metodologias e a importância de fazer um bom diagnóstico da lavoura e melhorar o desempenho a partir do conhecimento do produtor.

“A IHARA também levou ao Sintagro 10 palestrantes que fizeram apresentações com o objetivo de contribuir para sensibilizar e levar exemplos de casos de sucesso nas áreas de gestão, inovação e tendências para o agronegócio nacional e internacional”, conta o Assistente Técnico da Divisão de Projetos Agrícolas da Ihara, Afonso Matsuyama.

“O curso da Fatec tem como objetivo formar gestores de agronegócio. Por isso, procuramos contribuir na formação dos futuros profissionais ao abrir-lhes os sistemas de produção, mostrando as diversas formas que um gestor pode intervir e gerar mais riqueza para a cadeia como um todo. O Simpósio permitiu que os alunos e professores interagissem com os profissionais que já atuam na área, discutindo as oportunidades e os desafios do setor para que possam compreender o perfil esperado pelo mercado”, completa Afonso.

Para a Ihara, a formação de novos profissionais é uma forma de melhorar a gestão das propriedades e, consequentemente, incentivar o aprimoramento e o crescimento do agronegócio brasileiro.

As informações são da assessoria de imprensa da Ihara.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink