Agronegócio

IHARA leva Programa Ácaro Zero a Expocitros 2016

Combinação de princípios ativos exclusivos garante um manejo fitossanitário mais eficiente para os pomares
Por:
1154 acessos

Combinação de princípios ativos exclusivos garante um manejo fitossanitário mais eficiente para os pomares
 
A IHARA, tradicional fabricante de defensivos agrícolas, volta a Cordeirópolis (SP) para participar da edição 2016 da Expocitros, um dos maiores eventos voltados à cultura de citros do país. Entre os dias 6 e 9 de junho, a companhia estará com um estande na feira para apresentar um modelo exclusivo no manejo de ácaros que utiliza um programa inovador capaz de controlar os principais ácaros da citricultura de forma efetiva e sustentável. “O Programa Ácaro Zero consiste em manejar diferentes tecnologias de forma integrada, visando um ambiente favorável ao controle dos ácaros. Esta ação evita a resistência da praga e promove longevidade ao negócio do produtor”, explica Leonardo de Campos Araujo, gerente de Marketing regional da IHARA.
 
Entre os produtos que fazem parte dessa combinação está o OKAY, ferramenta novae com grupo químico exclusivo para o controle de ácaro da leprose. “Também temos o SANMITE, que controla todas as fases dos ácaros desfolhadores, permitindo um longo e efetivo controle com um excelente custo/benefício”, diz Araujo.
 
Completando as tecnologias que serão apresentadas está o SAFETY que funciona principalmente para o manejo de psilídeos, porém com excelente ação em Bicho Furão e Mosca das Frutas.O produto é seguro quanto às questões ambientais, tendo registro para aplicação aérea e liberado pela lista PIC. “Nossa participação neste ano tem foco também na preocupação com o greening (HLB), a mais destrutiva doença dos citros no Brasil. Além disso, queremos propor uma solução com o Programa Psilídeo Controlado”, afirma o gerente.
 
A 42ª Expocitros, o  47º Dia do Citricultor e a 38ª Semana da Citricultura ocorrerão de 06 a 09 de junho, no Centro de Citricultura Sylvio Moreira – IAC, em Cordeirópolis (SP). Para este ano são esperadas mais de cinco mil pessoas de todos os Estados do Brasil e do exterior, entre citricultores, pesquisadores, agrônomos, docentes e estudantes, além de outros profissionais da agricultura.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink