IMA incentiva o desenvolvimento da agroindústria familiar em Minas
CI
Agronegócio

IMA incentiva o desenvolvimento da agroindústria familiar em Minas

Projeto de Educação Sanitária e Apoio a Agroindústria Familiar ajuda agricultores familiares de todo o Estado
Por:
Projeto de Educação Sanitária e Apoio a Agroindústria Familiar ajuda agricultores familiares de todo o Estado

A agricultura familiar é responsável pela produção de grande parte dos alimentos consumidos, sendo um importante segmento agropecuário de Minas Gerais. Pensando nisso, 25 agroindústrias familiares estão cadastradas no Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e a meta é regularizar mais 200 até o final deste ano. Os cadastros, iniciados em janeiro, são feitos através do Projeto de Educação Sanitária e Apoio a Agroindústria Familiar, executado pelo IMA através de convênio firmado com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA).

Representando a área de pescados, a primeira agroindústria que produz Truta a ser cadastrada está localizada em Itamonte, Sul de Minas. É a única no estado voltada para a criação dessa espécie de peixe devido à altitude privilegiada do município. Além disso, o IMA já cadastrou agroindústria de ovos, em Oliveira (Centro-Oeste) e outra que produz mel, em Itueta (Rio Doce). Esses estabelecimentos são exemplos que comprovam a diversidade de alimentos produzidos pelos produtores mineiros.
O diretor-geral do IMA, Altino Rodrigues Neto, destaca a importância da regularização e desenvolvimento deste setor. “É necessário dar credibilidade a esses estabelecimentos através da formalização da agricultura familiar, o que beneficia não só os produtores, mas os consumidores finais,” comenta.
O convênio firmado entre IMA e MDA, em 2012, visa apoiar a inclusão dos agricultores familiares aos processos de agro industrialização da produção, gerando mais emprego e rentabilidade, a partir da oferta de produtos de origem animal regularizados, informa o gerente da área do IMA, Gilson de Assis Sales. “As agroindústrias cadastradas ficam aptas a comercializarem seus produtos dentro de Minas Gerais, incluindo o atendimento ao Programa de Alimentação Escolar por meio da Lei Federal n° 11.947/2009. A legislação determina que 30% dos gêneros alimentícios consumidos na alimentação escolar sejam provenientes de agricultores familiares. Essa é uma motivação para os produtores buscarem cada vez mais a regularização de seus estabelecimentos”, conclui.
O produtor Marcelo Brandão, do município de Lambari, comemora o fato de ser cadastrado no IMA. Com uma produção média de 800 litros de iogurte por semana, consegue distribuir seus produtos para abastecer a merenda de duas escolas de sua região. “O mais importante é que através da regularização junto ao Instituto, meu estabelecimento saiu da informalidade e agora comercializo para outros municípios” explica.
Fomento a agroindústria
Para impulsionar ainda mais o crescimento deste setor e estimular a regularização, a Associação Mineira de Municípios (AMM) e a Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa), por meio do IMA, assinaram neste mês de maio, um termo de cooperação técnica que visa impulsionar ainda mais o desenvolvimento da agricultura familiar nos municípios mineiros, através da criação de consórcios intermunicipais para a produção, manutenção e comercialização de alimentos de origem animal.

Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink

Usamos cookies para armazenar informações sobre como você usa o site para tornar sua experiência personalizada. Leia os nossos Termos de Uso e a Privacidade.