IMA realiza em fevereiro curso que habilita emissão de CFO e CFOC
CI
Imagem: Pixabay
CURSO

IMA realiza em fevereiro curso que habilita emissão de CFO e CFOC

Inscrições estão encerradas. Nesta edição, aulas serão on-line

A 91ª edição do curso de habilitação de engenheiros agrônomos da iniciativa privada para emissão de Certificado Fitossanitário de Origem (CFO) e Certificado Fitossanitário de Origem Consolidado (CFOC) será inteiramente on-line e acontece entre 8 e 11 de fevereiro. A alta demanda pelo curso encerrou as inscrições em menos de um dia, com vagas limitadas a 30 engenheiros agrônomos de todo o país. Realizado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), vinculado à Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa), as aulas terão carga horária de 27 horas. Após a finalização do curso, os participantes serão submetidos à avaliação.

Para participar, engenheiros agrônomos graduados em todo o Brasil precisam ser reconhecidos no conselho da categoria de seu respectivo estado. Os profissionais habilitados poderão subsidiar o trânsito interestadual e a certificação fitossanitária internacional de material vegetal de banana, café (mudas), citros, carambola, manga, goiaba, uva, tomate, maçã, marmelo, pera, cucurbitáceas e heliconiáceas, conforme determina a Instrução Normativa (IN) nº 33, de 24 de agosto de 2016, do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Entre os temas ministrados estão as normas e procedimentos da certificação fitossanitária no comércio de material vegetal; o preenchimento do CFO e CFOC; a Legislação estadual; e esclarecimentos sobre Citros - Pragas Quarentenárias Presentes.

Fiscal agropecuário do IMA, o engenheiro agrônomo Leonardo do Carmo destaca a responsabilidade do trabalho dos profissionais habilitados, assim como o sucesso do tradicional curso que, pela primeira vez, será ministrado de forma on-line.

“Na modalidade à distância, o curso mantém a credibilidade e seriedade conquistadas com muito trabalho em 90 edições. No acumulado, já formamos quase 2 mil profissionais. O sucesso é um reconhecimento dos próprios engenheiros agrônomos participantes. É muito importante a emissão dos documentos sanitários, pois permite a comercialização de frutas e vegetais. Os profissionais habilitados contribuem para não colocar em risco a sanidade dos alimentos. Eles trabalham na ponta da cadeia produtiva e o IMA, como supervisor deste trabalho, multiplica os esforços em prol da defesa sanitária vegetal do estado”, argumenta Leonardo do Carmo.

Os engenheiros agrônomos habilitados no curso passam por reciclagens periódicas a cada cinco anos.

“Estamos atentos ao serviço realizado para promover a qualidade na certificação fitossanitária nas lavouras de Minas. A certificação fitossanitária abre mercados nacionais e internacionais para os produtos agrícolas do estado”, conclui.

Consulte a programação completa do curso on-line em www.ima.mg.gov.br


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink