Impasse de trabalhadores atrasa operações no Porto de Paranaguá
CI
Agronegócio

Impasse de trabalhadores atrasa operações no Porto de Paranaguá

Por:
Os navios que chegam ao Porto de Paranaguá estão levando o dobro do tempo para embarcar e desembarcar cargas. O principal motivo para isso é um impasse gerado entre operadores portuários e trabalhadores avulsos. O Órgão Gestor de Mão de Obra Portuária (Ogmo) instalou uma trava eletrônica para impedir que Trabalhadores Portuários Avulsos (TPAs) dobrem a jornada de trabalho de seis horas e descumpram a legislação. A lei determina intervalos de descanso de 11 horas entre um turno e outro.


De acordo com informações da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), as exportações de açúcar e as importações de fertilizantes são as operações mais prejudicadas. Ontem, 112 navios esperavam ao largo para atracar em Paranaguá.

Hoje, o porto conta com 2,6 mil trabalhadores portuários avulsos que fazem parte de seis categorias sindicais. O fornecimento de mão de obra para os portos é responsabilidade do Ogmo, uma entidade civil mantida pelos operadores portuários.

O presidente do Sindicato dos Operadores Portuários, Edson Aguiar, esclareceu que a medida foi tomada com o objetivo de evitar um número cada vez maior de ações trabalhistas. Segundo ele, hoje há um passivo de R$ 200 milhões em ações dos trabalhadores portuários avulsos para pedir o pagamento na Justiça de horas extras.


O diretor-executivo do Ogmo, Hemerson Costa, disse que, em 2009, Sindop e Ogmo fizeram um acordo para o pagamento de R$ 15 milhões em ações trabalhistas e, neste ano, foi assinado outro no valor de R$ 30 milhões. Mas, as ações judiciais continuam se acumulando a cada dia.


Para o Ogmo, um dos principais agravantes da situação é que uma parte dos trabalhadores portuários avulsos que atuam em Paranaguá exerce outras atividades profissionais. Em função disso, esses trabalhadores escolhem quando e como querem trabalhar. (Com Agências)


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink