Importante passo é dado para a estruturação do Laboratório de Qualidade do Leite em Rondônia

Agronegócio

Importante passo é dado para a estruturação do Laboratório de Qualidade do Leite em Rondônia

Objetivo é garantir que o estado ofereça o que há de mais moderno para a produção leiteira
Por:
749 acessos

Objetivo é garantir que o estado ofereça o que há de mais moderno para a produção leiteira

Na manhã desta terça-feira, 11, foram oficialmente repassados para a Embrapa, pelo Governo do Estado de Rondônia – por meio da Fundação de Amparo à Pesquisa de Rondônia (Fapero) –, quase meio milhão de reais, que serão investidos na estruturação física do Laboratório de Qualidade do Leite de Rondônia (LQL-RO). "Esse investimento é fundamental para os trabalhos de pesquisa em qualidade do leite no estado" explica o chefe-geral da Embrapa Rondônia, Alaerto Marcolan, complementando que "É, também, um passo significativo para que, futuramente, o Laboratório seja credenciado a prestar serviços às indústrias e produtores da região quanto à análise de qualidade do leite cru. Com isso, será possível, inclusive atender aos estados vizinhos, da Amazônia Ocidental", conclui.

O objetivo do LQL-RO é garantir que o estado esteja pronto a oferecer aos seus empresários e produtores o que há de mais moderno para a competitividade e sustentabilidade da produção leiteira regional. O secretário de estado da Agricultura (Seagri), Evandro Padovani, destaca que os recursos disponibilizados confirmam o compromisso do governo em conseguir, o mais breve possível, o funcionamento do LQL-RO. "Vamos continuar nos empenhando e também vamos mobilizar o poder público para que seja feito o aporte de investimentos necessários para o pleno funcionamento deste Laboratório", reforça o secretário de Estado de Agricultura, Evandro Padovani.

Quanto ao repasse de recursos, o presidente da Fapero, Francisco Helder, ressalta a importância da Fundação. "A Fapero é um elo significativo, que proporcionou o repasse de recursos para o Laboratório e pode auxiliar ainda mais neste processo, que, com certeza, fortalece o incentivo à pesquisa no estado e o desenvolvimento da região", afirma.

Desde 2012, a Embrapa vem realizando pesquisas em campo e laboratório com foco na qualidade do leite cru de Rondônia. "Os resultados deste trabalho já podem subsidiar políticas públicas e privadas, bem como auxiliar na tomada de decisão para melhoria do manejo dos rebanhos leiteiros de Rondônia e, consequentemente, da qualidade de leite e derivados que chegam ao consumidor", destaca a pesquisadora da Embrapa, Juliana Dias, especialista neste tema.

Para que o LQL-RO possa realizar análises oficiais para às indústrias e produtores é preciso atender às normas internacionais e, assim, obter o credenciamento junto ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa). O atendimento das exigências do Ministério requer uma estrutura significativamente maior que a necessária aos trabalhos de pesquisa. Para isso, a Embrapa conta com a decisiva parceria do governo do estado, por meio da Seagri e da Fapero.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink