Inaugurado banco de sementes no município de Cabrobó/PE
CI
Agronegócio

Inaugurado banco de sementes no município de Cabrobó/PE

A comunidade quilombola Jatobá II, localizada no município de Cabrobó (PE), inaugurou neste domingo (5) um banco de sementes que atenderá cerca de cem famílias de agricultores
Por: -Janice

A comunidade quilombola Jatobá II, localizada no município de Cabrobó (PE), inaugurou neste domingo (5) um banco de sementes que atenderá cerca de cem famílias de agricultores quilombolas da região. A construção é uma das ações do Projeto Semente Crioula - Resistência Quilombola desenvolvido pela Secretaria Especial de Promoção de Políticas de Igualdade Racial (Seppir) em parceria com a Embrapa e o Centro de Cultura Luiz Freire (CCLF), por demanda de cinco comunidades localizadas no sertão pernambucano.

A inauguração foi realizada durante a 2ª Feira de Tecnologias e Saberes Crioulos, que ocorreu entre os dias 4 e 5, em Jatobá II . O evento reuniu integrantes das comunidades quilombolas e demais trabalhadores rurais da região. A Embrapa também oficializou na oportunidade a entrega de uma Minibiblioteca com 120 publicações, 35 programas de vídeo e 40 em áudio com tecnologias para agricultura familiar. A programação incluiu debates sobre mulheres na luta quilombola, soberania alimentar, produção agroecológica, além de oficinas, mostra cultural e a apresentação de vídeo produzido pela Embrapa com registros da primeira etapa dos trabalhos.

Sustentabilidade - Após atuar na orientação dos agricultores na coleta, seleção e multiplicação de cultivares tradicionalmente cultivadas pelas famílias - e daquelas desenvolvidas pela Embrapa para a região-, a Empresa destinou recursos para a instalação de cinco bancos de sementes, um em cada comunidade participante da primeira etapa: Conceição das Crioulas, Feijão, Jatobá, Contendas, e Santana de Salgueiro, em Pernambuco.

“Os bancos vão armazenar as sementes produzidas pelas comunidades favorecendo a autonomia e sustentabilidade da atividade agrícola, além de assegurar, em médio prazo, a segurança alimentar e nutricional daquelas populações”, diz Reginaldo Paes, gerente do Escritório de Negócios de Petrolina, da Embrapa Transferência de Tecnologia – Unidade que coordena a participação de outros seis centros de pesquisa da Empresa no projeto.

Metodologia - O agrônomo da Embrapa Transferência de Tecnologia, Rodrigo Cesar Flores Ferreira, explica que o desenvolvimento dos ensaios e avaliação agronômica das variedades cultivadas pelos quilombolas, como milho, feijão e hortaliças são conduzidos pelas próprias comunidades em conjunto com pesquisadores e técnicos da Embrapa e parceiros. “A metodologia participativa utilizada nos trabalhos tem permitido aprendizado contínuo e adaptações durante a execução”, destaca Flores.

“Outros benefícios da ação em desenvolvimento são a preservação do acervo genético regional das sementes de espécies e variedades usadas nos quilombos, a capacidade dos grupos em identificar e reconhecer materiais genéticos de qualidade superior e adaptados à região, e aquisição direta de conhecimentos para manter sem misturas varietais os respectivos materiais de semeadura”, enumera Flores.

Participaram da realização da Feira de Saberes Crioulos: as Associações Quilombolas de Conceição das Crioulas e das Comunidades de Contendas, Feijão, Jatobá e Santana, CCLF,Embrapa e Seppir com o apoio da Agência Canadense para o Desenvolvimento Internacional (CIDA) e Prefeituras Municipais de Cabrobó e Salgueiro.

As informações são da assessoria de imprensa da Embrapa Transferência de Tecnologia.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink