Incaper instruiu cerca de 44 mil agricultores familiares

Agronegócio

Incaper instruiu cerca de 44 mil agricultores familiares

Incaper atende a cerca de 44 mil agricultores capixabas em 2010
Por: -Paula Varejão e Leandro Abreu
1451 acessos
Em 2010 o Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) instruiu cerca de 44 mil agricultores familiares, por meio de aproximadamente 5.400 ações de capacitação em todo o Espírito Santo. O objetivo é transmitir aos produtores capixabas as técnicas adequadas de cultivo e as mais modernas tecnologias, com o intuito de promover o desenvolvimento sustentável da agricultura no Estado.


O instituto, vinculado à Secretaria de Agricultura, Abastecimento, Aquicultura e Pesca do Espírito Santo (Seag), capacitou os agricultores familiares visando o aumento da produtividade das culturas e a melhoria da qualidade dos alimentos produzidos em terras capixabas. A preservação dos recursos hídricos, do meio ambiente e a qualidade de vida do homem do campo também foram temas recorrentes nos cursos, encontros, excursões técnica, demonstrações de métodos e reuniões realizadas pelo Incaper nas diversas regiões do Estado.

Neste ano, também foram implantadas 301 Unidades Demonstrativas, que são plantações em que os agricultores podem observar as técnicas adequadas de cultivo e o desenvolvimento das culturas em sua região, para, assim, replicar o modelo em sua propriedade.

CAFÉ

O café, que é a principal atividade agrícola do Estado, é também o responsável pelo maior número de treinamentos. Foram 2.060 ações de capacitação, favorecendo a melhoria da qualidade do café produzido no Espírito Santo e a sustentabilidade da atividade cafeeira. Os técnicos do Incaper assistiram aproximadamente 26 mil produtores de café, sendo cerca de 9,5 mil produtores de café arábica e 16,5 mil que produzem café Conilon.

De acordo com o coordenador estadual de cafeicultura e pesquisador do Incaper, Romário Ferrão, alguns dos focos das capacitações voltadas à cafeicultura em 2010 foram o Programa Renovar Arábica e a melhoria da qualidade do café.

"O Programa Renovar Arábica visa à renovação de lavouras antigas por novas plantações sob bases tecnológicas mais modernas, como adensamento dos pés e variedades mais elaboradas. Isso contribui para o aumento da produtividade das lavouras capixabas. Além disso, a qualidade é a palavra de ordem atual, já que cafés especiais são mais valorizados no mercado e garantem a sustentabilidade da atividade", afirma Romário.

FRUTICULTURA

Em 2010 foram adquiridas pela Seag 1.576.547 mudas de frutas diversas para serem distribuídas, por meio do Incaper, aos produtores capixabas. Destaque para abacaxi Vitória – variedade desenvolvida pelo Incaper resistente à fusariose - com a aquisição de 800 mil mudas.

Neste ano, a fruticultura do Espírito Santo também ganhou mais três novos polos de frutas, com o polo de tangerina na Região Serrana, o de acerola no litoral Sul e o polo diversificado sendo implantado na Região Noroeste do Estado. Ao todo, já são 12 polos implantados no Espírito Santo, completando a lista em que estão a manga, o morango, a banana, o maracujá, a uva, o coco, o mamão, o abacaxi e a goiaba.

"A fruticultura vem se configurando como uma boa alternativa para diversificação das propriedades capixabas e fonte de renda para os produtores rurais, principalmente devido à demanda de polpa de frutas para sucos prontos, já que em Linhares está instalada a Sucos Mais", afirma a coordenadora de fruticultura do Incaper, Adelaide da Costa.

Dentre as capacitações, o mamão obteve destaque, pois o processo de produção de 92,2 mil toneladas da fruta teve assistência dos técnicos do Incaper durante 2010. Outra fruta que teve uma produção expressiva no Estado com o apoio do Incaper nesse processo foi a banana, com uma produção de cerca de 55 mil toneladas da fruta assistidas pelo Instituto.

SILVICULTURA E MEIO AMBIENTE

Por meio das 261 capacitações sobre a preservação e o uso adequado das águas dos rios, cerca de 850 nascentes foram preservadas no Estado e 151 projetos de irrigação implantadas de forma adequada, ou seja, sem o gasto de água além do necessário para abastecer as diversas plantações em território capixaba.

O trabalho para recuperação das matas ciliares, que preservam as margens e nascentes dos rios, durante o ano de 2010 revitalizou uma área de aproximadamente 390 hectares. A importância dessas áreas foi transmitida aos agricultores através das 165 reuniões e das 50 Unidades Demonstrativas implantadas pelo Incaper ao longo deste ano.

Além disso, em 2010 foram distribuídas aos produtores capixabas 1 milhao de mudas de eucalipto, 300 mil de seringueira e 350 de plantas nativas.

PECUÁRIA

Dentre as ações de destaque na área da pecuária, foram realizados no Estado 26 cursos de inseminação artificial de 40 horas cada, além de diversos eventos, como a Feira de Touros em Nova Venécia e Ecoporanga.

Além disso, foram implantadas 26 Unidades Demonstrativas de pastejo rotacionado, técnica que permite a utilização de até 8 animais por hectare, enquanto o modo tradicional comporta apenas 1 animal/ha. Ao todo, no Estado já existem mais de 600 Unidades Demonstrativas com a técnica, implantadas pelo Incaper.

De acordo com o coordenador do programa de pecuária do Incaper, João Anselmo Molino, os focos principais em 2010 foram o melhor aproveitamento da pequena propriedade – por meio do pastejo rotacionado – e a melhoria da qualidade genética do rebanho capixaba. "A feira de touros traz ao alcance dos pecuaristas touros melhoradores a preços razoáveis e com facilidades na forma de pagamento para os agricultores de base familiar. Na falta de um reprodutor, a inseminação artificial também é uma técnica fundamental para a melhoria da qualidade do rebanho bovino", afirma.

REVISTA

2010 também marca a conclusão de 10 anos da reunião entre a pesquisa e a extensão em uma única Instituição, o que marca a criação do Incaper. Como comemoração, o Incaper lançou uma revista com as principais conquistas da década: Incaper: 10 anos de integração pesquisa-extensão, um ciclo virtuoso de investimentos e realizações.

Além disso, o Instituo lançou em 2010 o Livro do Tomate e a série Meio Ambiente, que contém oito cartilhas educativas em linguagem lúdica sobre boas práticas agrícolas e preservação ambiental. O sucesso das cartilhas chegou até o continente africano, onde alguns países demonstraram interesse em utilizar a publicação como material didático para a conscientização ambiental.

FONTE
Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural
Assessoria de Comunicação do Incaper
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink