Dia de Campo

Inclusão e conhecimento no Dia de Campo sobre Plantas Bioativas

Evento teve por objetivo proporcionar a troca de experiências entre os participantes, aproximar as pessoas das bases agroecológicas
Por:
131 acessos

Cerca de 280 pessoas de 12 municípios da região participaram, nesta terça-feira (17/04), na propriedade da agricultora Maria Ottoni, na comunidade de Rincão do Bugre, interior do município de Soledade, do Primeiro Dia de Campo Microrregional de Plantas Bioativas. O evento, promovido pela Emater/RS-Ascar com o apoio da família Ottoni, teve por objetivo proporcionar a troca de experiências entre os participantes, aproximar as pessoas das bases agroecológicas, preservação da biodiversidade, distribuição de sementes e mudas dessas plantas e apresentar a atividade como uma alternativa de renda. 

Ao todo, foram disponibilizadas quatro estações temáticas aos participantes. Na primeira estação, as extensionistas sociais da Emater/RS-Ascar, Laurita Zanotelli Scalco e Adrieli Gerevini, explicaram sobre a importância da identificação correta das plantas medicinais e do seu uso, bem como sobre a organização e limpeza do espaço de plantio dessas espécies. Na segunda estação, a engenheira agrônoma e doutoranda do Núcleo de Estudos em Agroecologia da Universidade de Passo Fundo (UPF), Isabel Cristina Lourenço da Silva, falou sobre tratos culturais e orientou sobre formas de fazer a compostagem, resíduos que podem ser utilizados e os benefícios da mesma.

Na terceira estação, o público participante pôde percorrer uma trilha sensorial coordenada pelos extensionistas sociais da Emater/RS-Ascar, Graziela Corneli, Carina Stahl, Fernando Missio, Pâmela Bergonci e Ana Maria Knoff. Neste espaço, os participantes foram convidados a retirar os calçados e identificar as plantas utilizando sentidos como o tato e o olfato. A unidade também contou com a participação dos integrantes da Associação de Cegos de Soledade (Acesol), que falaram sobre o uso de todos os sentidos nas atividades do dia-a-dia. "Quem perde a visão perde um sentido, mas conseguimos identificar as plantas, por exemplo, por outras das suas características como a textura por meio do tato e o olfato. É importante que as pessoas saibam e observem isso, pois enxergar é mais do que ver a luz", relatou o presidente da Acesol Rogério Jesus Borges.

Na quarta e última estação, as extensionistas sociais da Emater/RS-Ascar, Andréia Dal Molin, Rosmari Muneroli e Claudia Menezes de Machado, ministraram uma oficina para a utilização de plantas bioativas na alimentação. O assistente técnico regional da área de Recursos Naturais do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Soledade, José Claudio Secchi Motta, frisou a importância de conhecer as plantas medicinais que hoje são reconhecidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e estimular o seu uso. "Como coordenador da área na região fico muito feliz por ver a quantidade de pessoas que se interessam pelas plantas bioativas. Eventos como o de hoje se tornam cada vez mais comum e o que precisamos é estimular a troca dos agentes químicos pelos naturais. Precisamos aprender muito mais nessa área, pois com certeza o resultado vai gerar muito mais qualidade de vida", frisou Motta.

A agricultora Marcia Schneider e a filha Kelin, do município de Santo Antônio do Planalto, relataram que, há seis meses, investem no cultivo de plantas bioativas tanto para o consumo da família quanto para a geração de renda. "O cultivo dessas plantas despertou em mim a vontade de permanecer na propriedade rural. Estou gostando muito da atividade", contou Kelin. 

Participaram do encontro agricultoras, agentes de saúde, secretarias de agricultura e da saúde, prefeituras, estudantes, professores, agentes de crédito dos municípios de Alto Alegre, Jacuizinho, Fontoura Xavier, Espumoso, Gramado Xavier, Mormaço, Campos Borges, São José do Herval, Barros Cassal, Victor Graeff, Tio Hugo e Soledade.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink