Independência: frigorífico e credores avançam nas negociações

Agronegócio

Independência: frigorífico e credores avançam nas negociações

A proposta de recebimento à vista foi consenso entre as comissões de credores dos cinco estados participantes
200 acessos

Reunidos na tarde de ontem (6), em Brasília, representantes da indústria frigorífica Independência e Nova Carne, Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e credores dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Minas Gerais e Rondônia avançaram mais um passo nas negociações quanto às propostas do Plano de Recuperação Judicial apresentado pela empresa.

A proposta inicial do Grupo Independência era de pagar as dívidas de até R$ 80 mil que englobam 985 produtores (63,38%) e perfazem o montante de R$ 34,45 milhões, o que representa 17,75% do valor total devido aos pecuaristas. O restante seria parcelado. Os credores não aceitaram a proposta, se mobilizaram, formaram comissões estaduais e ontem, durante a reunião em Brasília, a proposta definida pelos produtores foi apresentada à empresa. Os pecuaristas querem o recebimento de 100% de seus créditos. “Como fornecedores de matéria-prima, nós precisamos receber esses recursos para que possamos continuar fornecendo gado para os frigoríficos”, disse Marcos da Rosa, membro da comissão de credores da Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato).

A proposta de recebimento à vista foi consenso entre as comissões de credores dos cinco estados participantes. O presidente da Comissão de Pecuária de Corte da CNA, Antenor Nogueira, informou que as negociações com o Independência estão avançando e que é possível que haja um acordo. “Agora a indústria frigorífica vai se reunir com a comissão de bancos para tratar do assunto. Nós aguardamos, para a próxima semana, a resposta do Independência à proposta apresentada por nós. Acredito que ela (a resposta) será positiva e que esse impasse sobre o pagamento dos credores chegará ao fim. Os produtores estão unidos e fortes neste processo, e o acordo é a melhor saída para todos”, afirmou.

A próxima reunião entre frigorífico, CNA e credores deverá acontecer no início da próxima semana.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink