Índia vai importar tecnologia


Agronegócio

Índia vai importar tecnologia

Por:
1 acessos

A produtividade da safra brasileira de soja, que oscila em uma média 2,8 mil quilos por hectare, desperta a atenção dos participantes estrangeiros do 73 congresso da Associação Internacional dos Esmagadores de Oleaginiosas (Iasc), realizado no Rio de Janeiro. São cerca de 500 convidados, entre países exportadores e importadores. Parte deles esteve no sábado passado em Mato Grosso, no município de Rondonópolis, visitando algumas fazendas modelo, onde a produtividade da soja chega a até 3 mil quilos por hectare.

Representantes da delegação da Índia não escondiam o entusiasmo na viagem, relata o presidente da Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais (Abiove) Carlo Lovatelli, um dos anfitriões do evento. Os indianos, grandes importadores de óleo de soja do Brasil, produzem pouco na Índia, com produtividade média de apenas 800 quilos por hectare.

Comprar tecnologia

Os representantes da Índia querem atrair investimentos para o setor de soja, levando para o país asiático a tecnologia brasileira.

O mesmo ocorre com a China, um dos mercados de maior crescimento do mundo. Embora grandes produtores e consumidores de soja, os chineses enfrentam restrições de escassez de água e de áreas de plantio, segundo informações de representantes do setor.

Embarques do grão

As exportações brasileiras de soja em março foram 101% maiores do que as do mesmo mês do ano passado, alcançando o montante de 1,308 milhão de toneladas à medida que a nova colheita começou a se alinhar, segundo os números provisórios divulgados ontem pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex).

As exportações de farelo de soja totalizaram 682.700 toneladas em março, alta de 44,5% em relação às 472.400 toneladas de um ano antes. As exportações de óleo de soja totalizaram em março 97.600 toneladas, 35% menos ante as 53.900 toneladas exportadas em março de 2002.

No ano safra 2002/03 (de fevereiro a janeiro), o Brasil bateu todos os recordes de exportação de soja, enviando para o exterior aproximadamente 16 milhões de toneladas de soja, 12,7 milhões de toneladas de farelo de soja e 2 milhões de toneladas de óleo de soja. O Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja depois dos Estados Unidos, representando 24% do estoque global.

Anúncios que podem lhe interessar


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink