Indicadores ganham nova interpretação na propriedade

Agronegócio

Indicadores ganham nova interpretação na propriedade

Os números servem de apoio nas avaliações particulares sobre o mercado e as tendências dos preços
Por:
465 acessos
Londrina - Os produtores e técnicos relatam usar os indicadores da Expedição Safra Gazeta do Povo para tomar decisões práticas como a definição da área de soja e milho. Os números servem de apoio nas avaliações particulares sobre o mercado e as tendências dos preços.


“Por serem regionais, ajudam o produtor a decidir se vai permanecer apostando na cultura de soja ou no milho de verão, por exemplo. Além disso, ele ganha mais dados para avaliar as perspectivas de preços”, disse o agrônomo José Roberto Massud, da cooperativa Cooper­mota, de Cândido Mota (SP).


Massud esteve em Londrina, sexta-feira, para acompanhar a análise dos indicadores. Contou que, em seu trabalho, confronta os dados da Expedição com outros indicadores e, assim, consegue mais clareza sobre a produção e o mercado e “uma probabilidade maior de acerto”.


Os números servem como referência do Nordeste ao Sul do país. Os produtores relatam depender cada vez mais de avaliações paralelas para traçarem suas estratégias. Pela internet, produtores como Wilson Zaca­­rias, de Anápolis, Goiás, podem acompanhar o que ocorre em outras regiões. Neste ano, ele se sentiu privilegiado, por contar com umidade suficiente para o plantio e boa colheita.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink