Indonésia suspende compra de farelo de soja

Agronegócio

Indonésia suspende compra de farelo de soja

Por:
1 acessos

Mais de dois meses após a decisão russa de proibir a importação da carne brasileira devido à constatação de um foco de febre aftosa no Amazonas, a Indonésia decidiu suspender a importação de farelo de soja do Brasil.

"A Indonésia acaba de fechar a importação de farelo de soja do Rio Grande do Sul por causa de um foco de febre aftosa no Amazonas", afirmou na sexta-feira (26-11) o ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, ao chegar a Santarém, no Pará, para inaugurar o projeto Brasil Livre de Febre Aftosa.

"Não tem argumento", disse ele, apontando falta de embasamento técnico para o veto da Indonésia. As chances de o vírus da febre aftosa ser transportado pela soja são pequenas. E o farelo exportado para a Indonésia sai do Rio Grande do Sul, enquanto o gado contaminado está no Amazonas.

O comunicado oficial do embargo chegou quinta-feira ao governo. As vendas de farelo para a Indonésia somaram US$ 132 milhões em 2003. Apesar de ser um mercado pequeno, a decisão da Indonésia preocupa o governo. Outros importadores podem usar argumentos similares para impor barreiras ao produto brasileiro. "Não há razão, só que o argumento é usado", lamentou Rodrigues.

Embargo russo:

A notícia da barreira imposta pela Indonésia foi anunciada no mesmo dia em que uma missão russa, que veio ao Brasil para analisar a possibilidade de suspender o embargo à carne, deixou o país.

"Aparentemente, as observações da missão têm sido muito positivas", disse Rodrigues, após conversar com assessores que acompanhavam a visita.

"Não existe mais nenhuma questão técnica a ser respondida", completou o ministro, ao comentar que a expectativa é que o embargo à carne seja suspenso o quanto antes. O governo apostava que a proibição seria revista durante a passagem do presidente russo, Vladimir Putin, por Brasília, na semana passada. Dias antes de sua chegada, a Rússia chegou a anunciar que estava liberada a carne de Santa Catarina. Mas o embargo continua valendo para os demais Estados.

Os prejuízos para os produtores de carne, segundo Rodrigues, serão maiores a partir de agora, caso o embargo não seja definitivamente suspenso. Quando a Rússia anunciou a proibição, ficou acertado que os embarques já contratados seriam mantidos. Essas vendas com base em contratos anteriores à decisão já foram quase todas realizadas.

Para evitar barreiras desse tipo no futuro, que, para o ministro, tendem a crescer, o governo quer erradicar a febre aftosa no Brasil até o final de 2005. No projeto Brasil Livre de Febre Aftosa, que faz parte do esforço nesse sentido, um barco escola tenta conscientizar habitantes da região amazônica sobre a importância do tema.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink