Agronegócio

Indústria avícola do Paraná inicia recuperação

Produção paranaense de frangos passa por um período de estabilidade
Por: -Redação
1 acessos

A avicultura do Paraná fechou novembro com aumento na produção e está muito próxima de se recuperar das perdas registradas em 2006. Depois de um início de ano tumultuado, em virtude do aparecimento de focos de febre aftosa no Paraná e Mato Grosso do Sul, e de dificuldades nas exportações decorrentes de queda de consumo na Europa, Ásia e Oriente Médio, o setor voltou a registrar expansão e apresenta indícios de fechar o ano com números muito próximos a 2005. Esta performance é considerada positiva, visto que no ano passado o segmento bateu todos os recordes de produção e exportação de frangos de corte.

Levantamento realizado pelo Sindicato das Indústrias de Produtos Avícolas do Paraná (Sindiavipar), mostra que o estado passa por um momento de estabilidade na produção de frangos. No acumulado geral do ano, até o mês de novembro, o Paraná, maior produtor do país de frango de corte, produziu 926.726.882 cabeças de frango, contra 922.557.605 no mesmo período de 2005, um aumento de 0,45%.

Em comparação ao mês de outubro, a produção paranaense de frangos de corte sofreu uma pequena queda sazonal de 2,99%, passando de 87.757.005 cabeças para 85.127.105. O desaquecimento verificado em novembro é reflexo da queda do consumo interno, que nesta época de fim-de-ano tem a concorrência das aves especiais de Natal. Outro fator é redução do ritmo de fechamento de contratos de exportação em mercados internacionais afetados onde existe inverno rigoroso.

Exportações em recuperação

As exportações paranaenses de frango de corte também estão apresentando recuperação em relação aos níveis mais baixos registrados no ano, decorrentes da variação negativa de consumo verificada no primeiro semestre. No mês de novembro, as vendas ao mercado internacional alcançaram o crescimento de 3,91% em volume em comparação ao igual período do ano anterior, totalizando 63.358.350 quilos.

Já a receita alcançada em novembro apresentou uma queda de 11,88% em relação ao mesmo período de 2005, somando US$ 74.793.330,00. Esta retração tem como causa a queda do preço em dólares da tonelada de frango de corte. Outro fator é a desvalorização do real frente ao dólar, reduzindo o resultados das transações internacionais para as empresas nacionais.

Até o momento, no acumulado geral do ano, os produtores exportaram 681.413.231 kg de frango de corte, 6,35% abaixo das exportações de 2005. Já no acumulado em receita, os embarques apresentam a redução do faturamento até novembro de 9,15%, com US$ 777.944.125.

De acordo com o presidente do Sindiavipar, Domingos Martins, a expectativa do setor da avicultura do Paraná para o próximo ano é manter os bons números registrados a partir de setembro, quando o segmento passou a se recuperar da crise mundial que afetou o setor. As informações são da assessoria de imprensa do Sindiavipar.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink