Indústria da torrefação define novas metas

Agronegócio

Indústria da torrefação define novas metas

A meta da Abic é que o consumo interno chegue a 21 milhões de sacas até 2010
Por: -Viviane Monteiro
2 acessos

A 14 edição do Encontro Nacional das Indústrias de Café (Encafé) foi aberta nessa quarta-feira (22-11) à noite, em Guarapari, município de Vitória (ES). Esta é a primeira vez que o evento - que vai até domingo - ocorre na cidade litorânea capixaba. O estado é o segundo maior produtor de café, principalmente do tipo conilon. O estado fica atrás apenas de Minas Gerais na produção da commodity.

A expectativa da Associação Brasileira da Indústria do Café (Abic), que promove o Encafé, é reunir 800 pessoas durante os quatro dias de evento, o mesmo número de público registrado no ano passado em Recife, onde a cerimônia foi realizada.

Segundo o diretor executivo da Abic, Nathan Herszkowicz, o evento deste ano "deve consolidar o esforço conjunto entre a indústria e a cafeicultura" para transformar o Brasil no maior consumidor mundial de café, hoje atrás dos Estados Unidos.

A meta da instituição é que o consumo interno chegue a 21 milhões de sacas até 2010. Se a estimativa se confirmar, o consumo brasileiro de café aumentaria em cerca de seis milhões de sacas em quatro anos, já que o volume atual soma 15,95 milhões – o equivalente a 13% do consumo mundial. De acordo com dados da Abic, o consumo per capita de café torrado e moído no Brasil é de 4,22 quilos anuais, o dobro do verificado em 1985. O crescimento do consumo movido por ações de marketing e promoção.

Projetos em análise

A definição dos critérios de análise dos projetos e ações promocionais dos Cafés Brasil para 2007, a discussão sobre o futuro do Acordo Internacional do Café, assinado em 2001, e a análise dos termos de referência para realização de pesquisas sobre a economia cafeeira são os principais temas a serem tratados durante a reunião do Conselho Deliberativo da Política do Café (CDPC), que hoje, em Guarapari durante a realização do Encafé.

A 51 reunião do CDPC está inserida na programação do evento, cujo tema é "Pensando o Futuro e Antecipando as Mudanças". Os empresários e cafeicultores pretendem avaliar novas tendências de mercado para toda cadeia produtiva, desde a aquisição de matérias-primas a novas formas de comercialização e consumo do café.

O secretário de Produção e Agroenergia do Ministério da Agricultura, Linneu da Costa Lima, fará uma análise do cenário para a atividade econômica e uma apresentação sobre as políticas públicas para o desenvolvimento do café.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink