Agronegócio

Indústria de alimentação animal tem crescimento em 2006

A indústria de alimentação animal fechou o ano de 2006 com crescimento de 2,5%
Por: -Redação
2 acessos

A indústria de alimentação animal (que compreende fabricantes de rações balanceadas, alimentos para animais de estimação, suplementos minerais e suprimentos) fechou o ano de 2006 com crescimento de 2,5%, um índice baixo mas ainda assim muito positivo, considerando o cenário desfavorável vivido no ano que passou. Os dados são do Sindicato Nacional da Indústria de Alimentação Animal (Sindirações), acrescentando que a produção total deverá ficar em 48,4 milhões de toneladas.

O avanço do setor poderia ter sido maior, mas foram registrados alguns fatores negativos como o surto de febre aftosa registrado em plantéis de bovinos em Mato Grosso do Sul e Paraná, que abalou o preço do boi vivo. Outro fator negativo de grande impacto foi o surgimento da gripe aviária em alguns países da Europa e da Ásia, que abalou a confiança do consumidor nestes locais, provando grande redução no consumo de carnes e aves. O Brasil teve queda nas exportações.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink