Agronegócio

Indústria de fumo volta a comprar em dezembro

Nos últimos dois anos a comercialização havia sido postergada por divergências
Por: -Viviane Monteiro
1 acessos

A pedido dos fumicultores da região Sul do País, considerado um pólo fumageiro, a indústria voltou a comprar tabaco no mês de dezembro. Tradicionalmente, a comercialização se inicia neste mês, mas nos últimos dois anos foi postergada para janeiro por conta de divergências entre as partes diante do reajuste de preços, que ocorre no final do ano.

"Estamos saindo de duas safras frustradas que deixaram o produtor descapitalizado"’, informa o gerente-técnico da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Iraldo Backes. Segundo ele, a indústria ficou sensível a esta situação e abriu a comercialização para dezembro para ajudar a capitalizar o produtor para as festas natalinas.

A quantidade vendida, entretanto, ainda é considerada modesta. Em média, de acordo com Backes, foram comercializadas até agora 1% das 715 mil toneladas de fumo estimadas para safra 2006/07. Os produtores estão vendendo a lavoura da safra 2006/07 com o mesmo preço praticado na anterior, quando a classe B01, considerada a melhor, foi comercializada a R$ 5,81 o quilo. Indústria e fumicultores devem definir o preço da atual safra só a partir da segunda quinzena de janeiro.

Até hoje, os fumicultores dos três maiores estados produtores de fumo, Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, colheram 25% em média da lavoura, o mesmo porcentual colhido em igual período do ano passado. O litoral Sul de Santa Catarina é a região com a colheita mais avançada, onde 80% das folhas, em média, já estão colhidas. Isso decorre do clima mais quente, o que permite transplantar a lavoura mais cedo, entre junho e julho. A colheita deve terminar em março.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink