Indústria de Sucos Concentrados da Cocamar recebe prêmio nacional

Agronegócio

Indústria de Sucos Concentrados da Cocamar recebe prêmio nacional

Unidade foi distinguida pela JBT/FMC como “Indústria Padrão no Brasil em seu segmento
Por: -Janice
3929 acessos
Unidade foi distinguida pela JBT/FMC como “Indústria Padrão no Brasil em seu segmento; avaliação compreendendo todo o parque citrícola do país é feita anualmente

Localizada em Paranavaí (PR), a Indústria de Sucos Concentrados da Cocamar acaba de ser distinguida com o prêmio de “Indústria Padrão no Brasil” em seu setor, conferido pela empresa JBT/FMC. Referente ao ano de 2010, é o mais importante reconhecimento da indústria citrícola do país.


Para isso, uma equipe de especialistas avalia todo o parque processador de laranja no Brasil, analisando quesitos como eficiência de extração, produtividade, segurança ocupacional, organização, política de manutenção, limpeza e higiene, entre outros.

TRANSITÓRIO - A conquista do prêmio, simbolizado por um troféu transitório que fica um ano em poder da empresa ganhadora, foi comunicada pelo gerente geral da JBT/FMC na América do Sul, Paulo Barros, ao gerente industrial da unidade da cooperativa, Antonio Ailton Basso, o Tuna.


De capital norte-americano, a JBT/FMC é uma corporação multinacional que detém os equipamentos de extração das indústrias, que os contratam por meio de leasing. Sua sede brasileira fica em Araraquara (SP).

EFICIÊNCIA - Segundo Tuna, o reconhecimento é atribuído anualmente a uma indústria e também à equipe da própria JBT/FMC que está envolvida com ela. E destaca: a eficiência de extração da unidade da Cocamar atingiu 94% em 2010 para uma média em indústrias brasileiras de 85%.

Fundada em 1994, a indústria tem capacidade para 7,2 milhões de caixas de 40,8 quilos, patamar que deverá ser alcançado em três anos, à medida em que novos pomares entrarem em produção. Atualmente, o volume chega a 4,0 milhões. O processamento ocorre de maio a fevereiro. A cooperativa estuda, no futuro, incorporar novas frutas produzidas na região ao processo de fabricação de sucos, entre as quais maracujá, abacaxi e acerola. Hoje, 50% dos processos são automatizados e a previsão é que, em cinco anos, chegue a 80%.


QUALIDADE - Adequada há anos às conformidades exigidas pelos sistemas ISO 9001 e HACCP (este último na área de segurança alimentar), a indústria é reconhecida nos mercados nacional e internacional pela alta qualidade do seu produto. “O clima mais frio do Paraná, na comparação com outros Estados, possibilita frutos bem amarelados, o que também é uma característica do suco, além do melhor sabor”, ressalta o gerente. Praticamente tudo é exportado e a maior parte, 60%, atende países europeus.

Maioria dos produtores é de pequeno porte

Uma característica da Cocamar é que a maioria dos 10 mil produtores associados à cooperativa é de pequeno porte e, no caso da laranja, isto não foge à regra. São mais de 300 citricultores que cultivam 7,8 mil hectares em propriedades situadas na região noroeste do Estado.


Tatsuji Sugawara, pecuarista e produtor de laranja no município de Nova Londrina, possui 6 hectares de pomares. Na última safra ele colheu 5.851 caixas de 40,8 quilos – média de 1.045 por hectare. Esse desempenho o colocou entre os três melhores em sua categoria (até 15 hectares) no recente concurso de produtividade promovido pela cooperativa. “É uma forma de diversificar”, diz Sugawara, também criador de gado de corte. “A laranja é um bom negócio”, completa.

As informações são de assessoria de imprensa.

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink