Indústrias de fertilizantes pedem incentivo ao governo federal


Agronegócio

Indústrias de fertilizantes pedem incentivo ao governo federal

Por:
1 acessos

As indústrias nacionais de fertilizantes estão pressionando o governo federal para obter isonomia fiscal em relação ao produto importado. Segundo Carlos Alberto Pereira da Silva, diretor da Associação Nacional Para Difusão de Adubos (Anda), o adubo importado, que atende por 55% do consumo nacional, está isento de ICMS nas operações interestaduais.

"Considerando-se ICMS, PIS e Cofins, a desvantagem é da ordem de 15%", calcula. Em 2002, as importações foram de 10,5 milhões de toneladas, enquanto a produção nacional foi de 8,25 milhões. "Investimos US$ 300 milhões nos últimos 4 anos na produção e temos capacidade instalada para aumentar nossa participação", diz. Na semana passada, foi inaugurada uma nova unidade da Copebrás junto ao complexo de Catalão (GO). Com isso, sua capacidade de produção passou de 150 para 600 mil toneladas mensais, mediante investimentos de US$ 130 milhões.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink