Indústrias estocam e seguram preço do leite

Agronegócio

Indústrias estocam e seguram preço do leite

Por:
1 acessos

Este ano está sendo atípico e positivo para os produtores de leite de Mato Grosso do Sul. De olho na entressafra, os laticínios estão comprando mais e estocando, para evitar a sazonalidade de preços do período de queda na produção e com isso estão segurando também a remuneração do produtor.

Segundo a coordenadora da Câmara Setorial do Leite de Mato Grosso do Sul, Adriana Mascarenhas, as indústrias informam que estão pagando na média de R$ 0,50 a R$ 0,52 por litro, valor que não fica longe do pago pelo produto durante o período de entressafra no ano passado. Comparado a janeiro de 2004 o valor pago ao produtor aumentou na média 66%, mas Adriana afirma que não se pode desprezar o considerável aumento de custo de produção desde então.

Adriana explica que a situação ocorre não só em Mato Grosso do Sul, onde o produto é processado pela Saga, Avipal e Líder, como também em outros estados. A isso se soma um conjunto de fatores que também tem pressionado o aumento de demanda. Um deles é o aquecimento econômico e decorrente aumento do consumo interno do produto.

Além disso, as exportações também estão aumentando e no ano passado, pela primeira vez, a balança brasileira de lácteos foi positiva, com aumento de 21,8% nas remessas em dólar e 3,8% em quantidade. Esse cenário, porém, não está mais tão aquecido, devido à desvalorização do dólar frente ao real, que torna o produto nacional menos competitivo no mercado externo. A produção estadual de leite é de 470 milhões de litros ao ano.


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink