Indústrias pequenas investem no café gourmet

Agronegócio

Indústrias pequenas investem no café gourmet

As empresas de torrefação de pequeno porte tentam sobreviver no mercado, considerado concentrado por seis grandes grupos
Por:
257 acessos

As empresas de torrefação de café de pequeno porte tentam sobreviver no mercado, considerado concentrado por seis grandes grupos -entre eles Sara Lee, Café Santa Clara, Melitta- apostando no crescimento do consumo do gourmet.

O diretor-executivo da Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic), Nathan Herszkowicz, diz que o consumo da bebida com maior valor agregado aumenta 15% ao ano, bem acima que os 6% anuais verificados no café convencional. Historicamente, as pequenas empresas - estimadas em cerca 2 mil unidades distribuídas pelo Brasil - operam com ociosidade de 60% da capacidade instalada, enquanto os grandes grupos trabalham com quase 100%. Segundo ele, é por isso que as menores buscam se diferenciar com o gourmet. O segmento responde por 4% do consumo nacional - que deve chegar a 17,3 milhões de sacas (60 quilos) em 2007, 8% mais que as 16,5 milhões em 2006 - e quase a totalidade da produção vem das pequenas.

De acordo com Herszkowicz, as micro e pequenas empresas compram equipamentos menores, embora com alta tecnologia, para a fabricação de café gourmet, com recursos do Financiamento de Máquinas e Equipamentos (Finame).


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink