Indústrias têxteis mineiras recebem certificados do Programa de Incentivo à Cultura do Algodão
CI
Imagem: Marcel Oliveira
ALGODÃO

Indústrias têxteis mineiras recebem certificados do Programa de Incentivo à Cultura do Algodão

A cerimônia virtual, que foi transmitida ao vivo nesta quarta-feira (9/12), pode ser assistida no Youtube da Seapa

Quarenta e uma indústrias têxteis mineiras receberam, na noite desta quarta-feira (9/12), os certificados de participação no Programa Mineiro de Incentivo à Cultura do Algodão (Proalminas), desenvolvido pelo Governo de Minas por meio da Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Seapa). A cerimônia, que neste ano foi virtual em decorrência da pandemia de Covid-19, foi transmitida ao vivo pelo YouTube da Seapa.

Durante a solenidade, a secretária de Agricultura, Ana Maria Valentini, lembrou que o programa está completando 18 anos e que, por isso, deveria ser considerado um exemplo para Minas e o Brasil. “Por que muitos programas governamentais começam e não vão para frente? O Proalminas é um caso de sucesso, que precisamos avaliar bem e levar para outras cadeias produtivas. Creio que o fundamental para esse sucesso é a participação de todos os envolvidos. Quando cada um cumpre o seu papel, o resultado orgulha a todos”, celebrou a secretária.

O subsecretário de Política e Economia Agropecuária da Seapa, João Ricardo Albanez, destacou os resultados positivos da agropecuária mineira, apesar da pandemia, com aumento de 23% no Valor Bruto da Produção (VBP) e de 9% nas exportações até outubro. “O setor da cotonicultura está exportando, levando para fora um produto de qualidade. E a indústria, com o impacto que teve, demostrando toda a sua capacidade empreendedora. Por isso estamos aqui entregando os certificados para estas empresas que conseguiram manter todos os requisitos do programa em um ano tão difícil”.

Também participou da abertura o presidente da Fiemg e do Sindicato das Indústrias Têxteis de Malha de Minas Gerais (Sindimalhas-MG), Flávio Roscoe. “Tenho certeza que o Proalminas já é, e vai se consolidar cada vez mais, um exemplo de programa de desenvolvimento entre o campo e a indústria, trazendo inclusão social e uma boa política tributária, promovendo o desenvolvimento econômico do nosso estado”, pontuou.

Rogério Mascarenhas Cezarini, presidente do Sindicato das Indústrias de Fiação e Tecelagem de Minas Gerais (Sift-MG), lembrou que a isenção fiscal concedida pelo programa ajuda as indústrias a modernizarem os seus parques industriais. “Graças ao Proalminas, Minas consolida sua capacidade competitiva. Somos hoje o 3º maior produtor têxtil do Brasil e o 3º maior produtor de algodão, sendo o único estado brasileiro a possuir a cadeia completa em seu território”, apontou Cezarini.

Ainda durante a solenidade, o produtor e presidente da Associação Mineira dos Produtores de Algodão (Amipa), Daniel Bruxel, ressaltou que parte da desoneração concedida pelo estado às indústrias é revertida para o Fundo Algominas, gerido pela associação e fiscalizado pela Seapa.

“Esse fundo tem a função de retomar a produção em algumas áreas, como no Norte de Minas, onde existe um grande projeto de agricultura familiar, com kits de irrigação e projetos para retenção de água da chuva. Além disso, está sendo montada uma usina de beneficiamento do algodão em Catuti. O Algominas também é usado para financiar as certificações socioambientais do nosso algodão e, ainda, desenvolver ações estimulantes e estruturantes para o setor, investindo em pesquisas que visam a melhoria de materiais, sementes, qualidade de fibra, entre outras coisas”, enumerou Bruxel.

O programa

Criado em 2003, o Proalminas surgiu da demanda da cadeia, que previa o fechamento de indústrias, demissões e uma série de outras consequências em decorrência da “guerra fiscal” e perda de mercado que estava sendo imposta à indústria mineira pelos industriais do Ceará, São Paulo, Santa Catarina e, até mesmo, de outros países.

Ao aderir ao programa, as indústrias têxteis se comprometem a comprar uma cota do algodão de produtores mineiros e, em troca, recebem uma isenção sobre o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS). Por outro lado, o algodão, com Certificação de Origem e Qualidade concedida pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), entidade vinculada à Seapa, é adquirido dos produtores com um ágio de 7,85% sobre o valor praticado no mercado.

“O Proalminas traz uma série de benefícios para o Estado. Nós conseguimos manter o parque têxtil funcionando dentro de Minas Gerais, gerando empregos e trazendo tecnologias e o desenvolvimento desta indústria. Também são notórios os avanços para os produtores, com uma maior qualificação do nosso algodão, o aumento de produtividade e mais qualidade da fibra, agregando valor ao nosso produto”, detalha o superintendente de Inovação e Economia Agropecuária da Seapa, Carlos Eduardo Bovo.

Ele destaca, ainda, o avanço na busca pela sustentabilidade da cadeia produtiva do algodão, com o investimento em tecnologias limpas, como o controle biológico de pragas e a utilização de uma agricultura de precisão, que reduz o uso de defensivos agrícolas. “É um trabalho muito importante e forte na linha ambiental, mas também traz um ganho social com os agricultores familiares, principalmente do Norte de Minas. Além dos resultados econômicos, tecnológicos e ambientais, o Proalminas ainda tem esse lado social, com a inclusão e sustentabilidade dos pequenos produtores”, complementa o superintendente.

Confira a lista das indústrias que foram agraciadas com o certificado:

1. América Medical Ltda

2. American Medical

3. Carvalho e Pasqualini & Cia Ltda

4. CCA Comércio e Industria de Produtos de Algodão Ltda

5. Cia de Fiação e Tecidos Cedro e Cachoeira

6. Cia de Fiação e Tecidos Santo Antônio

7. Cia Fabril Mascarenhas

8. Colortextil Participações Ltda

9. Companhia Industrial Cataguases

10. Companhia Manufatora de Tecidos de Algodão

11. Companhia Tecidos Santanense

12. Coteminas S/A

13. Cristal Têxtil Industria e Comércio Ltda

14. Designtex Comércio de Tecidos Ltda

15. Dinâmica Tecidos Ltda

16. Ematex Industrial e Comercial Têxtil Ltda

17. Estamparia S/A

18. Fábrica de Tecidos Santa Margarida

19. FAMOTEC – Fábrica Moderna de Tecidos Ltda

20. FGM Fiação e Tecelagem Eireli ME

21. Fiação e Tecelagem São Geraldo Ltda

22. Fiação e Tecidos Santa Bárbara Ltda

23. FITEDI Confecções S/A

24. Flamatex

25. Gleisson Azevedo e Silva

26. INCOMFRAL – Indústria e Comércio de Fraldas Ltda

27. Industria Têxtil Nogueira Ltda

28. Indústria Têxtil Novo Mundo Ltda

29. INTEXTIL

30. Mc Têxtil Eireli

31. Papi Têxtil Ltda

32. Paraguaçu Têxtil Ltda

33. Peripan Industrial Ltda

34. S/A Fábrica de Tecidos São João Evangelista

35. São Joanense Têxtil Ltda

36. Sertex Fiação e Tecelagem Ltda

37. Souza e Cambos Confecções Ltda

38. Stamp Lite Eireli

39. Tear Têxtil Indústria e Comercio Ltda

40. Tecelagem Minas Rey Ltda

41. TextilNova Fiação Ltda


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink