Infocafé de 20/12/18

Café

Infocafé de 20/12/18

Bolsa de N.Y. finalizou a quinta-feira em alta
Por:
35 acessos

A Bolsa de N.Y. finalizou a quinta-feira em alta, a posição março oscilou entre mínima de -0,35 e máxima de +1,90 pontos, fechando com +1,65 pts.

O dólar comercial fechou em queda de 0,53%, cotado a R$ 3,8520 na venda, na segunda baixa seguida.

O 17º Concurso Estadual de Qualidade do Café de São Paulo – Prêmio Aldir Alves Teixeira teve seu término no dia 17/12, em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, em São Paulo (SP), quando os cafés premiados da safra foram apresentados pelas indústrias, cafeterias e torrefações em embalagens finais para o consumidor. Esses cafés adquiridos no leilão são identificados por selos numéricos que levam a identificação da 16ª Edição Especial dos Melhores Cafés de São Paulo. O concurso, que elege os melhores cafés de São Paulo, começou há meses atrás e recebeu 77 lotes que foram selecionados nos 10 concursos regionais realizados por associações, cooperativas e sindicatos. Para a etapa final, foram escolhidos 13 produtores de café de diferentes regiões do Estado. Depois da premiação dos cafés as indústrias realizam lances. O Grupo 3 Corações foi o campeão na categoria Diamante, pelo maior investimento em qualidade, num total de R$ 10.200,00 e na categoria Ouro, pelo maior valor pago por saca. A 3 Corações arrematou o lote de duas sacas do café produzido por Arnaldo Alves Vieira, de São Sebastião da Grama, por R$ 3.800,00, pagando R$ 1.900,00 por saca. Melhores cafés de São Paulo são apresentados pelas torrefações e cafeterias.

Na categoria Especial, que distingue a empresa que adquiriu o maior valor por uma saca do Microlote, a campeã foi a IL Barista Cafés Especiais, que pagou R$ 1.800,00 pela saca de café produzida por Carlos Nobukazu Makimoto, de Serra Negra. A produtora campeã deste 17º Concurso foi Lucia Maria da Silva Dias, a Tuca, de São Sebastião da Grama, com a nota máxima de 9,01, conferida pelo Júri Técnico. Ela teve seus 8 lotes adquiridos pela Suplicy Cafés Especiais, ao custo total de R$ 9.600,00, sendo R$ 1.200,00 por lote.  Para o presidente da Câmara Setorial do Café, Eduardo Carvalhaes, esse é um dos mais importantes concursos de qualidade do Brasil, pioneiro e que estimula os cafeicultores paulistas a produzirem cafés de Qualidade. “É o único que resulta numa edição especial, possibilitando ao consumidor paulista e mesmo de outras regiões, apreciarem a qualidade do café de São Paulo”, explica Eduardo. A cerimônia no Palácio dos Bandeirantes foi marcada pela presença de autoridades, como Francisco Sergio Ferreira Jardim, Secretário de Estado da Agricultura e Abastecimento de São Paulo, pelo homenageado que dá nome ao prêmio, Aldir Teixeira, Nathan Herszkowicz, diretor-executivo da ABIC, Carlos Brando, presidente da P&A Marketing, Gelma Franco, da IL Barista, e Marco Suplicy, da Suplicy Cafés Especiais, Ana Mazzi, da Mazzi Café e do Café Baronesa, executivas da 3 Corações, Aline Germano e Patricia Carvalho, dentre outros. O concurso seguido do leilão e do lançamento da edição especial é uma promoção da Câmara Setorial de Café de São Paulo e da CODEAGRO – Coordenadoria de Agronegócios da Secretaria da Agricultura do Estado, e conta com a parceria do Sindicato das Indústrias de Café de São Paulo, da ABIC – Associação Brasileira da Indústria de Café, da ACS – Associação Comercial de Santos e do Museu do Café. Fonte: Revista Espresso.
 


Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink