Infocafé de 22/05/20

Imagem: Pixabay

INFOCAFÉ

Infocafé de 22/05/20

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa
Por:
105 acessos

A bolsa de N.Y. finalizou a sexta-feira em baixa, a posição julho oscilou entre a máxima +0,40 pontos e mínima de -2,40 fechando com -1,15 acumulando na semana -3,25 pts. Na segunda-feira (25/05) a bolsa de N.Y. não irá operar devido ao feriado Memorial Day nos Estados Unidos.

A moeda norte-americana encerrou o dia a R$ 5,5842, com leve alta de 0,06%. No ambiente local, o mercado passou o dia aguardando se seria liberado ou não o vídeo da reunião ministerial que está sob investigação de possível interferência de Bolsonaro na Polícia Federal (PF). Ao final do dia, o ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), decidiu divulgar a gravação da reunião na qual, segundo o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, o presidente Jair Bolsonaro cobra-lhe troca na Superintendência da Polícia Federal no Rio de Janeiro sob a ameaça de demiti-lo.

Bolsonaro afirmou na quinta-feira, em transmissão por rede social, que não era o caso de tornar público o conteúdo completo do vídeo da reunião ministerial do dia 22 de abril, o que avalia que seria um "constrangimento".

 O adido agrícola do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) em Bogotá está estimando a safra de café da Colômbia 2020/21 em 14,1 milhões de sacas, contra 13,8 milhões de sacas em 2019/20. A projeção para 2019/20 foi revisada ante uma estimativa inicial que apontava uma produção de 14,3 milhões de sacas devido principalmente às medidas estabelecidas para evitar a disseminação do coronavírus que afetaram a cadeia de suprimento e os volumes de exportação. Paralelamente com a recuperação na produção, as exportações de café da Colômbia deverão crescer para 13,5 milhões de sacas em 2020/21, contra 12,9 milhões de sacas em 2019/20, elevação de 4,5%.

Em 2019/20, medidas de contenção da Covid-19 desaceleraram o fluxo de café entre as cadeias de suprimento, enquanto para 2020 espera-se condições de operações “mais normais”. Já o consumo de café na Colômbia deve crescer 12% em 2020/21, totalizando 1,9 milhão de sacas, em resposta a retomada das atividades de restaurantes, cafeterias e escritórios em geral. As importações deverão aumentar 21,2%, atingindo 1,1 milhão de sacas, para compensar o crescimento da demanda doméstica e das exportações. 


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink