Infraestrutura é entrave para agropecuária

Agronegócio

Infraestrutura é entrave para agropecuária

Escoamento da produção nos portos podem afetar setor
Por:
828 acessos

Receba Notícias como esta por email

Cadastre-se e receba nossos conteúdos gratuitamente
Obrigado por se cadastrar
  • Enviamos a você um email de boas vindas para ativação de seu cadastro.
Problemas de infraestrutura, como o escoamento da produção nos portos e o fraco desempenho industrial podem afetar negativamente o setor.

O agronegócio é tido como o principal sustentáculo do crescimento da economia brasileira nos próximos anos, principalmente com a retração da indústria nacional. Os problemas de infraestrutura, como o escoamento da produção nos portos e o fraco desempenho industrial podem afetar negativamente o setor. Essa é alinha dos economistas, produtores e governo federal.

Para o economista do Instituto Brasileiro de Economia e da Fundação Getúlio Vargas, Samuel Pessôa, o crescimento do PIB deve ser de 0,6% nesse ano. Nesse cenário, a indústria recuaria 2% enquanto o agronegócio subiria 2,3%, afirmou. “Só vamos continuar crescendo com a sustentação do agronegócio. A inflação vai terminar o ano pressionada pelo setor de serviços, em 6,5%”, explicou.

O ministro da Agricultura, Neri Geller, por sua vez, comemorou afirmando que produção brasileira cresceu 100% na última década. Depois dos resultados de 2013, quando foram colhidas mais de 188 milhões de toneladas, Geller projetou aumento da safra para 194 milhões de toneladas nesse ano e garantiu ainda que o desenvolvimento do agronegócio no Brasil levou em conta a questão da sustentabilidade e o respeito aos direitos indígenas.

Apesar de exaltar o trabalho do Conselho de Biossegurança e a Lei do Seguro Rural, o ministro reconheceu entraves na infraestrutura e defendeu o apoio da iniciativa privada nesse setor. “Precisamos resolver essa questão que ainda segura nosso desenvolvimento. Para isso, é necessário que a iniciativa privada possa acessar os recursos e, junto ao governo, melhorar a infraestrutura portuária, principalmente para escoamento da produção pelo Nordeste, e concessão para modernização de rodovias”, disse.
Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink