Instabilidade começa perder força
CI
Imagem: Marcel Oliveira
AGROTEMPO

Instabilidade começa perder força

Ciclone encontra-se bem deslocado no oceano
Por: -Aline Merladete

No final de semana, o tempo na região sul foi dominado por instabilidades decorrentes de uma frente fria resultante de um intenso ciclone extratropical que se formou entre a Argentina e o Uruguai. Nesta segunda-feira (21/12), o ciclone encontra-se bem deslocado no oceano, porém a frente fria resultante continua atuando no continente e deve provocar chuva no PR, sul do MS e sul de SP.

Ao passo que o tempo segue firme no RS e gradativamente limpando em Santa Catarina sob a influência de uma região de alta pressão que persistirá nos próximos dias. Além disso, a frente fria ajuda a organizar o fluxo de umidade da região amazônica em direção ao sudeste. Que no decorrer do dia, por conta do calor e umidade disponível, há condições para temporais isolados em SP, MG, GO, norte do MS e MT. No nordeste a presença de um Vórtice Ciclônico de Altos Níveis (VCAN), mantém o tempo firme entre o norte da BA ao PI e pode provocar temporais entre o oeste da BA, TO e MA.

Na terça-feira (22/12), os volumes mais significativos de chuva ficam entre o litoral do PR e SP, isso por conta da circulação da alta pressão que carrega a umidade do mar para o litoral com os ventos de leste, somados à influência da frente fria que neste dia atuará na região sudeste. Na parcela central do país como no MS, MT, GO, oeste de SP, oeste de MG as chuvas serão por conta do calor e umidade disponível, na forma de temporais isolados. No nordeste o VCAN continua atuando e deixa o tempo firme entre a BA e MA e mantém condições para temporais isolados entre o norte de MG e TO.

Na quarta-feira (23/12), a formação de um sistema de baixa pressão no litoral do RJ aumentará os volumes de chuva entre a Zona da Mata de MG, norte de SP, RJ e ES. Entre o oeste de SP, triângulo mineiro, MS, GO e MT as chuvas serão na forma de temporais isolados.

*Material elaborado pela equipe Agrotempo.


Atenção: Para comentar nesta página é necessário realizar o seu cadastro gratuíto ou entrar.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink