Aves e suínos

Instituições buscam equilíbrio no fornecimento de insumos

A preocupação é garantir o equilíbrio na oferta em períodos mais críticos, evitando aumento do preço e a perda de competitividade
Por:
51 acessos

Com o objetivo de buscar soluções para a oferta de grãos em 2018, Ministério da Agricultura, produtores de aves, de suínos e de milho participaram de um encontro organizado na terça-feira (24/10) pela Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), em sua sede, em São Paulo/SP.  

Recebidos pelo presidente da ABPA, Francisco Turra, o Secretário de Política Agrícola do Ministério da Agricultura, Neri Geller, e o presidente da Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), Sérgio Luís Bortolozzo, traçaram perspectivas e apontaram desafios para o setor de insumos no próximo ano.  

Logística de distribuição 

Foram levantados entraves logísticos e burocráticos para o abastecimento do setor. Um dos avanços obtidos no encontro foi o acordo para a constituição de um grupo de trabalho na ABPA para a construção de propostas que aprimorem a logística de distribuição de insumos nos centros produtores de aves e de suínos, que são mais demandantes.

De acordo com Turra, a preocupação é garantir o equilíbrio na oferta de insumos em períodos mais críticos, evitando inflacionamento no preço de produtos e a perda de competitividade. “Somos favoráveis ao mercado livre e forte. Nosso objetivo é equilibrar o acesso aos insumos, para que tenhamos as mesmas condições de compra que os importadores.  Neste sentido, temos em nosso radar a viabilização da importação de grãos de grandes produtores, como os EUA, Argentina e Paraguai.  Mas, ao mesmo tempo, queremos uma aproximação maior e sólida com os produtores de milho brasileiros. Queremos comprar nossos insumos aqui, que tem qualidade inquestionável”, diz Turra.

Setor de aves e suínos 

De acordo com a ABPA, os encontros entre governo, produtores de milho e agroindústrias de aves e de suínos poderão se tornar periódicos, segundo propostas apresentadas na reunião. “Queremos expandir nossas fronteiras agrícolas, melhorando o abastecimento e fortalecendo a cadeia produtiva de insumos e, consequentemente, o setor de proteína animal. Queremos reforçar nossa ação logística, levando o excedente aos grandes centros consumidores”, afirmou Neri Geller.

Parceiro na aproximação dos elos produtivos, o presidente da Abramilho, Sérgio Luís Bortolozzo, elogiou os avanços obtidos na reunião. “A iniciativa da ABPA por este encontro foi louvável e inédita.  Isto é inédito.  Vamos trabalhar pela aproximação dos elos e buscar soluções em um debate construtivo”, disse.  

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink