Agronegócio

Instituto de MT analisa relatório dos EUA e aponta recuo nos estoques de algodão

O Imea analisou  último relatório de oferta e demanda do USDA, que trouxe a primeira estimativa para a safra 16/17 de algodão.
Por:
408 acessos

O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) analisou  último relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que trouxe a primeira estimativa para a safra 16/17 de algodão. No boletim, destacou que “a produção global da pluma estimada pelo departamento é de 22,72 milhões de toneladas, um incremento de quase 5% em relação à safra 15/16”.

Apesar disso, conforme o Imea, “os estoques finais devem apresentar um recuo de 6,2%, de forma que a relação estoque/ consumo no mundo deve cair para 87%. Apesar dos números supostamente altistas do relatório, as cotações internacionais estão mantendo um movimento de queda devido, principalmente, aos leilões dos estoques de algodão pelo governo chinês, que serão realizados entre os dias 03/mai e 31/ago deste ano”.


Segundo o Instituto, “outro fator que pode ter puxado as cotações em NY para baixo foi o forte incremento na produção norte-americana para safra 16/17, algo em torno de 15%”.

No mercado interno, o preço da pluma em Mato Grosso, segundo o Imea, teve aumento de 0,49%, com média semanal de R$ 82,39/@, que corresponde alta de 27% em relação ao ano passado na semana correspondente. “Com quedas nos contratos de NY e no dólar, as paridades jul/16, com 4,92% de redução, e dez/16, com 4,21%, fecharam cotadas a R$ 66,65/@ e R$ 68,87/@, respectivamente”, acrescentou.

Com a elevação na demanda por caroço disponível para nutrição animal, o preço aumentou 2,11%, com a média semanal fechando a R$ 666,42/t, conforme a entidade.
 

Atenção: Para comentar esse conteúdo é necessário ser cadastrado, faça seu cadastro gratuíto.
  • Clicar no botão Entrar caso já possua cadastro no Agrolink
  • Se não tiver cadastro ainda em nosso site Cadastre-se gratuitamente e terá acesso a conteúdos exclusivos
  • Clique aqui todas as vantagens de fazer seu cadastro no Agrolink